Falcon Lair: A famosa casa de Rodolfo Valentino

10704

Valentino chegou à América em 1913. Trazia em si o sangue latino, e uma vontade de enriquecer, tão comum aos jovens imigrantes. Ainda na Europa envolvera-se em um escândalo quando sua amante matou o marido. Na verdade Rodolfo não tinha perspectivas reais, mas tinha a esperança, inerente a quem faz sua própria história. Havia aprendido a dançar em Paris, e depois de algum tempo exercendo as mais diversas atividades, como office boy, jardineiro, garçom e copeiro, pôde enfim se tornar dançarino. Ganhava pouco como dançarino, e passou a oferecer seus serviços de acompanhante.

Pouco tempo depois chamou a atenção de produtores, que o chamaram para fazer pequenas pontas em filmes como “Alimony” (1917), “The battle of the sexes” (1914), “My official wife” (1914), “Seventeen” (1919). O sucesso veio com The four horsemen of the apocalypse”. Criava-se o mito. Milhares de homens o imitavam, mulheres o desejavam, e ele tornou-se o ator mais cobiçado do início do cinema. Mostrar um estilo deslumbrante de vida fazia parte da elite hollywoodiana, e Valentino não fugia à regra.
Boa parte da sua casa conhecida como “Falcon Lair” foi demolida, mas à seu tempo, foi uma das mais deslumbrantes da região. Na época, haviam poucos moradores na localidade e era o ideal para o refúgio de grandes astros do cinema como Mary Pickford , Harold Lloyd, Corinne Griffith, Charlie Chaplin, Buster Keaton, Tom Mix e John Gilbert, que também tinham casas próximas. Apenas veja isso. É o tipo de amigos que queremos ter por perto:
Charlie Chaplin, Louella Parsons, Larry Gray, Harry Martin, Marion Davies, Beltran Masses e Rudolph Valentino na casa de Marion Davies
Outro encontro. Valentino pode ser visto no canto superior direito, ao lado de Pola Negri.
Falcon Lair localizava-se na 1436 Bella Drive, Beverly Hills e ocupava uma área de 9 hectares de terra. O ator, um colecionador nato, desejava mais espaço para abrigar suas coleções compradas nas viagens, e ter um pouco de paz para desfrutar de seus cavalos, cães e também fazer umas festinhas com os amigos. Abro aqui um parênteses para dizer que essas compras acabaram afundando o ator. Aparentemente ele não tinha muita noção do dinheiro que tinha, e comprava mesmo sem saber de suas reais condições. Fez muitas dívidas, e se não tivesse morrido pouco tempo depois, provavelmente iria à falência.
A mansão foi comprada por US $ 175.000 em 1925. Um valor igual foi usado para as reformas necessárias. Além da casa principal, havia também um estábulo e vários apartamentos: Naquela ocasião o ator estava se separando de Natasha Rambova, que acabou não morando no local. Mas não pense que ele viveu ali solitariamente. Recebia constantemente a visita dos amigos (aqueles famosos ali em cima) e de algumas mulheres interessadas em seu belo corpo. Dentre elas, Pola Negri, que foi sua última namorada. Algumas fotos da Falcon Lair:

E se a parte de fora era fabulosa, a de dentro não deixava por menos. Valentino aproveitou o grande espaço para colocar sua coleção que incluía esculturas medievais, tapeçarias, pinturas e móveis. Ele tinha uma predileção por artigos espanhóis e antiguidades góticas. Até mesmo um trono francês fazia parte de sua decoração. Abaixo algumas fotos internas. Apenas imagine-se passeando aí:

Aqui podemos ter uma visão da localidade, que era pouco habitada

 

Quarto de Valentino

 

Valentino nos estábulos com Pola Negri (provavelmente)

 

Infelizmente o ator não conseguiu desfrutar muito tempo da casa, pois acabou falecendo repentinamente em agosto de 1926. A propriedade ficou para seu irmão, que acabou vendendo-a para quitar as dívidas de Valentino. Os móveis, igualmente, foram à leilão.
Logo surgiram alguns interessados em comprar a mansão. O ator Harry Carey foi o primeiro, mas acabou vendendo-a pouco tempo depois por acreditar que a mesma era assombrada pelo fantasma de Valentino. Harry afirmava ouvir passos e também sons estranhos vindos, sobretudo, dos estábulos, local preferido do ator falecido.
Outros famosos que residiram por lá confirmavam a tese de assombração. Dentre eles Edgar Bergen, Ann Harding e até mesmo o gangster Bugsy Siegel. Gloria Swanson também habitou o local em 1951. Em 1952 a herdeira Doris Duke compraria a propriedade que ficaria em seu nome até sua morte, na década de 90. Doris reformou todo o local, construiu outros apartamentos e reformou os jardins. Ela não morava lá de fato, mas passando somente algumas temporadas. A casa foi se deteriorando com o tempo, e com sua morte, foi vendida por 3,9 milhões de dólares.
Casa durante a década de 80

Em 1998 havia um desejo do novo comprador em fazer uma reforma e manter as estruturas originais. Mas depois de cinco anos de abandono, uma reforma custaria 5 vezes o valor investido no imóvel. Decidiu então, manter apenas os apartamentos e os estábulos originais. Na década de 2000, Geoffrey Land comprou a propriedade e resolveu modernizar tudo o que restou. Adicionou uma piscina e uma decoração atual e abriu o local para aluguel por temporada.  Se você deseja passar uma noite no local, irá desembolsar 1000 dólares. Caso deseje ficar um pouco mais, o mês no espaço custa 14 mil dólares. Faça as contas e veja o que é melhor.  Veja algumas fotos atuais do local que em quase nada lembra os tempos áureos:

Comente Aqui!