Bert Lahr, mais do que um leão covarde

307

Há poucos artigos sobre Bert Lahr na internet. Seu nome é quase totalmente desconhecido, e se eu não colocasse essa foto de capa você provavelmente não o reconheceria. Este é Bert Lahr, o leão do lendário filme O Mágico de Oz (1939). E de fato ele teria um sucesso relativamente baixo durante toda sua carreira.

Mas esse ator nascido em 13 de agosto de 1895 entrou para o teatro logo cedo, abandonando totalmente os estudos aos 15 anos. E foi nos tablados que ele foi aprendendo as manhas, conhecendo outros atores e diretores e fazendo amizades. Suas características comuns também foram obra de anos de vaudeville. Ele as usou muito em O Mágico de Oz, além de outros filmes que compilamos nessa homenagem abaixo:

Nascido em nova York, Bert estreou na Broadway em 1927 e fez sua estréia nas telas em Flyng High (1931). Seu papel mais famoso acabou sendo mesmo o do Leão covarde de O Mágico de Oz. Mas além do teatro, ele também tinha um programa de rádio antes da fama.

Em O Mágico de Oz ele tinha a jovem e talentosa Judy Garland, e um time de campeões como Ray Bolger, Jack Haley, Margaret Hamilton e Frank Morgan. Todos disputando quem teria maior atenção na tela.

Mas Bert sofreu muito para vestir seus pesados trajes que eram feitos de peles de leão verdadeiras e que quando estavam na luz direta dos estúdios esquentavam de forma apavorante. Muito profissional, ele aguentava, mas ao final do dia o traje tinha que ser irremediavelmente lavado. Um desses trajes (eles por vezes faziam mais de um para os atores) está em posse da The Comisar Collection.

Quando chegou a segunda guerra, ele juntamente com outros atores, percorreram vários lugares  para vender bônus de guerra para os jovens que estavam em combate. Bert foi casada com Mercedes Delpino, uma linda jovem que passou muitos anos internada devido a problemas psiquiátricos. Os dois tiveram um filho. Seu segundo interesse amoroso foi Mildred teve que esperar muito para que ele conseguisse se divorciar da primeira. O casamento só saiu em 1940 e os dois tiveram mais dois filhos.

Bert faleceu em 4 de dezembro de 1967 aos 72 anos. Ele estava filmando The Night They Raided Minsky’s e foi diagnosticado com pneumonia. Para terminar a produção, foi contratado um substituto para as cenas que estavam faltando. E elas foram várias.

 

Comente Aqui!

COMPARTILHAR
Artigo anteriorAli MacGraw, a Musa de Love Story
Próximo artigoUm Anjo Caiu do Céu (1947)
Formada em Letras, Design e Especialista em Estudos cinematográficos. É sobretudo uma curiosa sobre a sétima arte. Fundadora do site Cinemaclássico, estuda cinema desde 2002. Ama Charles Chaplin, Raj Kapoor e navega constantemente em filmes de todo o mundo.