A Frágil Saúde de Elizabeth Taylor: atriz sofreu várias cirurgias ao longo da vida

4705

Elizabeth Taylor era conhecida por vários motivos. Dentre eles sua beleza fenomenal usada em filmes desde sua infância. Ela também se tornou uma atriz maravilhosa, e fez bons papéis, sobretudo em filmes como Gata em Teto de Zinco Quente (1958), Adeus às Ilusões (1965) e Quem tem medo de Virginia Wolf (1966), dentre outros. No final da vida ela também era reconhecida pela sua luta pela dignidade de pacientes com AIDS.

A atriz também era reconhecida por um fator estranho. As doenças que tanto a acompanharam durante toda sua existência. Alguns consideravam uma falta de sorte, mas o fato é que ela esteve internada cerca de 70 vezes ao longo de sua vida, com problemas simples ou complexos. Fizemos uma lista parcial de algumas dessas experiências:

Em 1942 ela quebrou o pé enquanto filmava A Força do Coração.
Aos 12 anos, em 1944, caiu do cavalo durante as filmagens de A Mocidade é Assim Mesmo. Com isso, fraturou um disco na espinha dorsal que lhe renderam dores durante toda a vida.
Em 1946, seu esquilo Nibbles causou-lhe uma infecção ocular e ela quase perdeu um dos olhos. Tinha 16 anos.
Em 1953 teve um colapso de estresse e ficou internada por problemas nas costas. Neste ano também se submeteu a uma cirurgia nos olhos. Dois anos depois voltaria se internar, desta vez com influenza.
Em 1957 ela foi internada às pressas para remover o apêndice. Seu parto também teve complicações e ela teve que fazer uma ligação de trompas.
Ela belíssima posando na saída do hospital ao lado de Mike Todd
Em 1960 ela quebrou a perna esquiando, mas o pior ainda estava por vir.
Em 1961 quase morre com uma pneumonia dupla que teve durante as filmagens de Cleopatra em Londres. Surgiram rumores sobre sua morte e muitos fãs chegaram a rezar por sua vida.
Uma traqueotomia de emergência deixou uma cicatriz em seu pescoço. Ela também teve uma intoxicação alimentar após voltar às filmagens e houve rumores sobre uma overdose de remédios após uma discussão com Burton.
Aos 36 anos, em 1968, tirou um mioma e fez uma histerectomia.
Em 1969 ela foi operada de um nódulo nas cordas vocais.
Em 1971 removeu um cisto no olho.
Aos 41 anos foi operada de tumor benigno no intestino. Aqui na foto, divina ao lado de Richard Burton
No ano seguinte ela estava de volta para fazer uma cirurgia para corrigir dois discos na coluna.
Em 1982, aos 50 anos, foi internada com bronquite crônica durante uma visita à Israel
1986. Aos 54 anos teve uma contusão no pescoço
1990 . Aos 58 anos voltou a ter uma pneumonia em abril. Em julho fez uma nova cirurgia no pulmão e aproveitou para fazer testes de AIDS. Deram negativo.
Em 1997 ela fez uma Cirurgia cerebral para remover a massa benigna do revestimento do lobo frontal.
Ela na saída do hospital
A atriz sofreria diversas lesões no resto de sua vida: internações para tratar a dependência de remédios, novas cirurgias, colocação de prótese no quadril, quebra de ossos após quedas e outros males
Esta foi sua última foto, tirada em 2011. Ano em que faleceu aos 79 anos.

Comente Aqui!

COMPARTILHAR
Artigo anteriorUm Sonho sem Limites (1995)
Próximo artigoA atriz Judy Garland, por David Shipman
Especialista em Cinema Clássico e Crítica Literária, é sobretudo uma curiosa. Fundadora do site Cinemaclássico, estuda o cinema desde 2002. Ama Charles Chaplin, Raj Kapoor e navega constantemente em filmes de todo o mundo.