Quanto ganhavam os atores e atrizes do cinema Mudo?

555

Inicialmente os atores eram contratados com um salário base de 150 dólares semanais, mas isso era muito relativo. Alguns chegavam com um bom status e conseguiam salários maiores, outros começavam como figurantes. Neste caso os valores podiam cair para 15 dólares ou menos. Eles também podiam receber bônus por filmes, entrevistas, campanhas ou propagandas, ampliando seus ganhos anuais. Uma coisa é certa: quem se manteve empregado de algum estúdio fatalmente permaneceu à mercê dos contratos, que nem sempre eram justos.  Quanto será que ganhavam os astros do cinema mudo? Confira:

 

Apesar de mais famoso, Chaplin era o que menos ganhava desse trio: Em 1915 Mary Pickford e Douglas Fairbanks ganhavam em média 2 mil dólares semanais. Chaplin ganhava metade disso. Na década de 20, Douglas e Mary recebiam um milhão e meio de dólares ao ano. Chaplin recebia um milhão de dólares. Todos morreram milionários. O motivo principal para que isso ocorresse foi: ambos se tornaram seus próprios patrões.
Apesar de ser considerado um dos maiores do cinema mudo, Buster Keaton era um empregado dos estúdios, e ganhava por volta de 1000 a 2500 dólares por semana. Com o término do contrato, passou a ganhar valores baixos por obra. 

 

Stan Laurel e Oliver Hardy também eram empregados dos estúdios e ganhavam por volta de 3.500 semanais. Cada um recebeu 80 mil dólares pelo filme The Devil’s Brother (1933).
Rodolfo Valentino começou recebendo 25 dólares por semana, mas terminou seus dias recebendo 250 mil dólares + royalties por obra. Infelizmente o ator gastava mais do que recebia e vivia sempre com problemas financeiros.
O produtor e ator Thomas H. Ince ganhava 700 dólares semanais, um valor até baixo, considerado os recebidos por seus colegas. 
Greta Garbo começou ganhando um salário de 350 dólares semanais, que passaram a 12 mil. Além desses valores, recebia por obra. Sua participação em Camille (1936), por exemplo, rendeu-lhe 500 mil dólares. Ninotchka (1939) apenas 125 mil.
John Gilbert começou ganhando 2 dólares por dia. Por volta de 1926 ganhava 10 mil dólares semanais. Com a chegada do cinema falado, sua carreira teve fim.

 

Lon Chaney também foi contratado recebendo inicialmente 150 dólares. Chegou a receber 3.750 por semana, mesmo fazendo imenso sucesso. Infelizmente morreu no auge.
O hoje desconhecido Frank Keenan fazia um imenso sucesso e trabalhou até a década de 60. Na época do cinema mudo, chegou a ganhar mil dólares por semana.
Clara Bow era uma das mais exploradas, tendo-se em vista que rendia muitos lucros à Paramount. Iniciou ganhando 50 dólares por semana e no auge, recebia 4 mil dólares semanais.
Em 1920, Alla Nazimova ganhava 13 mil dólares semanais. Com a chegada do cinema falado, ela fez poucas participações, baixando o salário de maneira vertiginosa.
Elsie Ferguson ganhava cerca de 10 mil dólares semanais na década de 20.  A Paramount Pictures chegou a pagar mil dólares por dia de filmagem. A atriz se aposentou com a chegada do cinema falado. 
Norma Talmadge era uma das estrelas principais no início da década de 20. Em 1923 ganhava 10 mil dólares por semana, rendendo um lucro de quase 500 mil dólares ao ano. Ela não conseguiu se adaptar com a chegada do cinema falado. 
Theda Bara iniciou a carreira ganhando 150 dólares por semana. No auge da carreira, enquanto filmava Cleopatra, ganhou por volta de 4 mil dólares por semana. 
O cowboy William S. Hart começou ganhando 300 dólares por semana mas ao alcançar a popularidade, no final dos anos 10, chegou a registrar ganhos de 900 mil dólares anuais.
Gloria Swanson começou ganhando 13 dólares semanais, mas por volta de 1923 seu salário era de 6 mil dólares semanais. Posteriormente a atriz passou a ganhar por obra. Seu salário caiu de maneira vertiginosa. Em Indiscreet (1931) recebeu 250 mil dólares. Em Sunset Blvd. (1950) recebeu apenas 50 mil.
John Barrymore fazia contratos por filmes, e recebia por volta de 150 mil dólares por obra.
Apesar da legenda fofinha, Harold Lloyd recebia mais do que isso: o comediante recebia mais do que qualquer um em Hollywood: seu salário por semana era 30 mil dólares semanais, mais um fixo por participação e um bônus anual de  1 milhão e meio de dólares. (Foto: Revista Cinearte)

 

Comente Aqui!