A História da atriz Suzan Ball, morta fatidicamente aos 21 anos

1036

O sobrenome não é por acaso. Suzan era prima em segundo grau da grande comediante Lucille Ball. Porém, um câncer nos ossos faria com que sua vida fosse resumida a apenas 21 anos.

Nascida em 2 de fevereiro de 1934, Suzan mudou-se com a família para Hollywood em 1941. Ainda adolescente, entrou para o coro da orquestra de Mel Baker. Em 1952 conseguiu fazer uma pequena participação no technicolor O Gênio da Lâmpada (Aladdin and His Lamp, 1952). Não era um papel creditado, mas foi a oportunidade que necessitava para chamar a atenção dos produtores da Universal que lhe propuseram um contrato. Chamava a atenção do público a beleza da jovem que chegou a ser chamada de a “Nova Cinderela de 1952”.
Anthony Quinn ficou fascinado com a jovem atriz de 18 anos. Os dois iniciaram um intenso romance que durou um ano. O ator, porém, negava-se a se separar de sua esposa, a também atriz Katherine DeMille. Nesse período, Suzan continuava sua escalada para o sucesso, com seu rosto estampando anúncios e capas de revistas. Suzan foi proclamado uma das mais importantes estrelas de 1953 pela temida Hedda Hopper, mas foi nesse momento que sua vida começou a mudar de forma drástica.

Durante as filmagens de Ao Sul de Sumatra (East of Sumatra, 1953), sofreu uma lesão na perna direita enquanto realizava um número de dança. Alguns meses depois, durante a promoção do filme, sofreria outro acidente, desta vez de carro, lesionando o joelho. Pouco tempo depois, era informada sobre tumores na perna.

Suzan Ball & Anthony Quinn em Ao Sul de Sumatra (1953)

Por não ver futuro no romance, a jovem atriz rompeu com Anthony Quinn, mas logo iniciou um namoro com o ator Robert Lang, que conhecera nos corredores da Universal.  Mais tarde, nesse mesmo ano, escorregou na cozinha de sua casa e quebrou a perna. Levada para o hospital, veio um diagnóstico sombrio: teria que fazer uma operação para retirada dos tumores, mas caso não tivesse sucesso, teria que amputar a perna.

Chocada, negaria à princípio, mas logo saberia que era a única oportunidade de ter uma sobrevida. Seu noivo Robert estava ao seu lado quando ela amputou a perna em 12 de janeiro de 1954 no Sanitarium Orchard Grove. O seu estado físico causava comoção.

Suzan no hospital com Robert

Ela usaria uma prótese para se casar com Robert em 11 de abril de 1954. A cerimônia realizada na Igreja Presbiteriana de El Montecito contou com convidados famosos como o casal Janet Leigh e Tony Curtis, o galã Rock Hudson, e amigos com os quais ela tinha atuado, como Jeff Chandler e Scott Brady. O evento teve uma cobertura imensa. Confira o vídeo da cerimônia:

Suzan permanecia sob contrato, e chegou a participar de O Grande Guerreiro (Chief Crazy Horse, 1955), atuando ao lado de Victor Mature. Este foi seu último filme e não é preciso que se diga o quanto foi difícil para ela finalizar o trabalho. Durante as filmagens, Suzan chegou a emagrecer quase 15 quilos.

Com Victor Mature em seu último trabalho

Afastada das telas, ainda fez algumas participações em programas de tv, mas as dores não permitiam que fosse muito longe. Ao ensaiar para o drama “Climax”, sofreu um colapso e foi internada no hospital. Lá, os médicos constataram que o câncer tinha se espalhado, e que só lhe restava poucas semanas de vida. Devido às fortes dores, Suzan mudava rapidamente de humor. A atriz faleceu em 5 de agosto de 1955, seis meses após completar 21 anos.

Neste mesmo dia, também faleceria a atriz Carmen Miranda. (Curiosamente, Marilyn Monroe morreria também nesta data em 1962). Houve uma comoção geral com o caso da atriz falecida tão jovem. Sua sua última palavra foi: “Tony”. Esta era a maneira carinhosa como ela tratava Anthony Quinn.

Claro que os estúdios não se furtaram de exaltar que Robert Lang esteve ao seu lado até o final de sua vida. Esta era uma verdade. Ocultaram, porém, que o mesmo teve um romance com a enfermeira de Suzan. Ele afirmou que foi motivado pela forte tensão que sofria. Dick, como era conhecido, se casaria novamente em 1957. Desta vez, com a atriz Mara Corday, com quem estaria até sua morte, em 1974.

Com relação a Suzan, restou apenas ser lembrada por sua trágica e rápida existência.

Fontes: Glamourgirlsofthesilverscreen, IMDB

Comente Aqui!