Debbie Reynolds de A a Z

306

A Inconquistável Molly (1964): Com esse filme ela conseguiu sua primeira indicação ao Oscar, perdendo para Julie Andrews com Mary Poppins. Em 2016 a atriz recebeu um Oscar Humanitário.
Brasil: a atriz chegou a visitar o Brasil em companhia de Pier Angeli em 1953. As duas excursionaram pela América Latina. Anos mais tarde a atriz traria Pier novamente à América para estrelar mais um filme, mas Pier acabou falecendo durante a fase de testes em 1971.

Pier e Debbie

Coleção: Debbie é bastante conhecida por sua vasta coleção de itens de Hollywood, chegando a marca de 4000 objetos entre roupas, cartazes e cenários. Dentre os itens estão o vestido usado por Judy Garland em O Mágico de Oz e e um dos vestidos de Scarlett O’Hara em E o Vento Levou. Em 2014 atriz vendeu boa parte dessa coleção para saldar dívidas.

Dançarina: Ela não dançava até que foi selecionada por Gene Kelly como sua parceira em Cantando na Chuva (1952). A dupla teve imenso sucesso, porém os ensaios a deixavam exausta e Gene Kelly era muito conhecido por não ter paciência com estreantes. Debbie relembra que passou terríveis momentos ao seu lado, chegando a chorar várias vezes. A atriz tinha 19 anos na época.

Com Gene Kelly em 1984

Elizabeth Taylor: A amizade entre as duas sofreu um terrível abalo quando Elizabeth se envolveu com Eddie Fisher, marido de Debbie. Os dois se aproximaram após a morte de Mike Todd, melhor amigo de Eddie e marido de Liz. Foi somente em 2001 que as duas voltaram a se falar, quando trabalharam juntas em Como Damas de Hollywood, escrita por Carrie Fisher.

Filhos: Debbie teve dois filhos com Eddie Fisher: o diretor Todd Fisher (1958) e a atriz Carrie Fisher (1956).

Elizabeth, Eddie e Debbie

Grant: O nome de Cary Grant foi a inspiração para o nome de sua filha, Carrie.

Hospital: Em 1964 ela se tornou sócia do Oceanside Hospital, tencionando transformá-lo em um negócio rentável.

Debbie ao lado de seus dois filhos, Todd e Carrie

Inicio da carreira: Debbie, cujo nome é Mary Frances Reynolds, começou a carreira quando ganhou um concurso de beleza aos 16 anos. Ela usava um maiô que sua mãe fez e sapatos de salto alto de sua irmã. Em 1948 obteve uma participação no filme June Bride.

Jane Powell: A atriz é uma das suas grandes amigas, e as duas compartilham o aniversário na mesma data: 1 de abril e também o fato de serem excelentes cantoras. Jane nasceu três anos antes, em 1929.

Comemorando o aniversário ao lado de Jane Powell

K: Em 1988 ela lançou sua autobiografia intitulada “Debbie: Minha Vida”. Em 2013 foi lançada uma versão atualizada com o título de Unsinkable: A Memoir.

LP: Em 1959 ela lançou seu primeiro álbum musical intitulado Debbie.

Musicais: A maior parte de seus filmes da década de 50 foram musicais, onde ela interpretava jovens alegres e saudáveis. Ela continuou a usar suas habilidades adquiridas também nos palcos. Sua canção “Aba Daba Honeymoon “, que ela cantava ao lado de Carleton Carpenter em Two Weeks with Love (1950) se tornou um grande hit de 1951.

Irene, 1973

Nova carreira: Sua estréia em 1973 foi em um revival de Irene. As críticas foram mistas, mas a atriz acabou sendo indicada ao Tony Award de Melhor Atriz de musicais. Em 1976 voltava aos palcos em Debbie. Em 1969, estrelou seu próprio programa de televisão The Debbie Reynolds Show, pelo qual recebeu uma indicação ao Globo de Ouro.

Outras Núpcias: O seu segundo marido foi o magnata Harry Karl, com quem se casou em 1960 se divorciando em 1973. Ele perdeu toda a sua fortuna e também a dela. Uniu-se ao seu terceiro marido, Richard Hamlett em 1984. Os dois se tornaram proprietários de um hotel e cassino em Las Vegas, mas o empreendimento faliu em 1997.

 

Debbie com Richard Hamlett

Presidente: a atriz é presidente da Thalians ao lado de Ruta Lee, uma organização para tratamento da saúde mental no Hospital Cedars, Sinai, em Los Angeles. As duas tem se dedicado à causa há mais de 30 anos.

Querido amigo: A atriz declarou após a morte do amigo Tony Curtis: “Ele amava as mulheres e a arte. Amava este negócio mais do que qualquer coisa. Era um homem lindo e fomos amigos muito próximos na juventude. Ele teve uma vida maravilhosa, e era um grande, maravilhoso ator”.

 

Debbie Reynolds e Tony Curtis em The Rat Race (1960)

Religião: a família Reynolds fazia parte de uma igreja que se opôs à dedicação dela às artes. Seu pai, no entanto, sabendo do talento da filha, deu a maior força, afirmando que seus trabalhos ajudariam a pagar sua faculdade.

Série de exercícios: Debbie fez um vídeo de exercícios com suas amigas Shelley Winters e Terry Moore dedicado a mulheres de “certa idade”.

Texas: Cidade onde ela nasceu em 1 de abril de 1932.

Um filme: Segundo a atriz, seu filme preferido de todos os tempos é Vitória Amarga (1939), com Bette Davis.Vivendo em seu carro: A atriz confessou que durante um período da sua vida, em que esteve literalmente falida, chegou a morar em seu Cadillac.

Com Kim Novak

Will & Grace: Em uma de suas aparições na série, ela entra em uma sala cantarolando “Good Morning”, música cantada por ela em Cantando na Chuva. Sua primeira aparição também foi em um episódio que homenageava um de seus maiores sucessos. O episódio se chamava “The Unsinkable Mommy Adler”, uma referência a A Inconquistável Molly (1964).

X: Ela tocava trompa na faculdade.

Z: Ela foi uma das poucas atrizes que dançaram ao lado de Fred Astaire e Gene Kelly nas telas. Outras que fizeram isso também foram Judy Garland, Vera-Ellen, Rita Hayworth, Leslie Caron e Cyd Charisse.

Com Fred Astaire

Comente Aqui!