Marlene Dietrich de A a Z

80

Anjo Azul: em 1930 ela foi vista por Josef Von Sternberg em um cabaré de Berlim. Após um teste de tela, ela ganhou o papel de uma cantora de cabaré. Sternberg foi seu amante durante um bom tempo.

Beleza: a atriz nunca trabalhou sem ter um espelho à vista, para que pudesse verificar se a maquiagem e cabelos estavam em ordem.

Cidadã americana: tornou-se cidadã americana em 6 de março de 1937.

Delicias: seu prato preferido eram os hotdogs e a bebida o champanhe.

Estatura: 1,68m.

Filha: Maria Riva. A filha escreveu um livro em que declarava que sua mãe era autoritária.

Grande parceiro: Josef von Sternberg, que a alçou ao estrelato em Anjo Azul, trabalhou com ela em mais seis filmes: Marrocos (1930), Desonrada (1931), O Expresso de Shangai (1932), A Vênus Loira (1932), A Imperatriz Galante (1934) e Mulher Satânica (1935).

Hollywood: após o estrondoso sucesso de Anjo Azul, ela foi levada por Sternberg para os Estados Unidos, onde foi apresentada ao mundo com o filme Marrocos (1930).

Indicada: para o papel de Margo Channing em “All About Eve” (1950), depois que Claudette Colbert foi forçada a abandonar o projeto. No entanto, Bette Davis acabou levando o projeto e recebeu uma indicação ao Oscar de Melhor atriz.

Jovem: Dietrich era a filha mais nova de Louis Erich Otto e Wlhelmina Elisabeth Josephine Dietrich. Sua irmã Elisabeth era um ano mais velha que ela.

Kennedys: ela se orgulhava de ter dormido com três homens do clã Kennedy: Joseph P. Kennedy, Joseph P. Kennedy Jr. E John F. Kennedy.

Loretta Young: segundo sua filha Maria Riva, Loretta era um de seus desafetos.

Medo: a atriz sofria de bacilofobia, um medo tremendo de germes.

Nome: Maria Madalena Dietrich von Losch, nascida em Berlim, em 27 de dezembro de 1901.

Oscar: primeira atriz alemã a ser indicada ao Oscar.

Pés: Marlene julgava ser a parte mais feia de seu corpo. Por isso passou toda a sua vida escondendo-os.

Querida: sua melhor amiga no meio artístico foi Mae West. No entanto as duas nunca se viam fora dos estúdios.

Rudolf Sieber: marido, com quem viveu como esposa por apenas 5 anos, embora os dois tenham permanecido casados até a morte.

Sexy: Considerada a 60ª das 100 estrelas mais sexys de toda a história dos filmes.

Tropas americanas: Marlene recebeu uma medalha da Liberdade da US War Department por entreter as tropas americanas durante a segunda guerra, e por ter se mantido firme contra o nazismo.

Últimos anos: foram passados em reclusão em seu apartamento em Paris, que ficava na Avenue Montaigne. Ela se retirou da vida pública e manteve contato apenas com amigos próximos.

Vinte e três: a idade que ela tinha ao estrear no teatro. Foram cinco anos de uma carreira sem nenhum atrativo.

Wo: durante as apresentações para as tropas aliadas durante a Segunda Guerra Mundial, Marlene descobriu que tinha um dom que poderia explorar: sua voz. Começou a cantar, além de atuar. Em 1951 começou a se apresentar em espetáculos em Las Vegas.

Xi: foi convidada por Hitler para protagonizar filmes pró-nazistas, mas se recusou. Ele a tomou como uma traidora da pátria.

Z: Marlene fez grandes turnês mundiais, mas voltou para sua pátria apenas em 1962. No aeroporto, foi chamada de traidora.

Comente Aqui!

COMPARTILHAR
Artigo anteriorBiografia de Marlon Brando
Próximo artigoBiografia de Fred Astaire
Especialista em Cinema Clássico e Crítica Literária, é sobretudo uma curiosa. Fundadora do site Cinemaclássico, estuda o cinema desde 2002. Ama Charles Chaplin, Raj Kapoor e navega constantemente em filmes de todo o mundo.