Vida e Paixão de Jesus Cristo (1903)

66

Os amantes do cinema clássico, sobretudo os mudos, ficarão felizes com conferir esse que foi um dos primeiros longas a retratarem a história de Jesus Cristo. Produzido pela Pathé Frères, “Vida e Paixão de Jesus Cristo” tinha inicialmente dezoito quadros, que posteriormente foram ampliados para trinta e dois. Com subtítulos que dividem a história em capítulos (Anunciação, natividade…), o longa é bastante didático e traz algumas curiosidades.

Alguns historiadores relutam em considera-lo um longa justamente pela subdivisão em capítulos, mas o fato é que na época em que foi lançado, 44 minutos era um feito para um filme. Dirigido por Lucien Nonguet e Ferdinand Zecca, sua estréia ocorreu em 1903, chegando à América no ano seguinte. Era um daqueles filmes que passavam anualmente durante o período de páscoa em muitos cinemas.
Além de tudo o filme traz algumas peculiaridades. Ele foi colorido na época com um processo Pathéchrome, patenteado por Pathè e que consistia em colorir as imagens em movimento com uma base de estêncil. Basicamente ele era realizado em preto e branco e pintado sobre uma base nas cores escolhidas.
Louis B. Mayer chegou a dizer que era um dos filmes que o influenciou a entrar para o ramo do cinema. Mas o fato é que ele, apesar da fama, chegou a ser considerado um filme perdido durante muitos anos. Finalmente em 1932 uma cópia foi encontrada. Desta, foi reimpressa, desta vez em tons vermelho-matizado. A trilha sonora utilizada nesta versão foi assinada por James C. Bradford.

 Desaparecido por duas décadas, quando foi julgado perdido, foi relançado em 1932 após uma cópia ser encontrada. No entanto, o filme foi impresso em papel vermelho-matizado, trazendo uma trilha sonora de James C. Bradford, que também fez trilhas para filmes conhecidos como O Filho do Shiek (1926) e General (1926), de Buster Keaton. “Vida e Paixão de Jesus Cristo”  teve imagens influenciadas pelas gravuras do ilustrador Gustave Doré:


Assistimos recentemente a uma cópia lançada pela Classicline, que traz a obra em uma versão em preto e branco. Porém conta com uma narração realizada por Taís Alves dos Santos.

O dvd traz ainda outro filme bíblico, “Från krubban till korset ” (Da Manjedoura para a Cruz) e dirigido por Sidney Olcott em 1912. Dirigido por Sidney Olcott , Da Manjedoura para a Cruz teve as filmagens realizadas nos locais bíblicos e foi um imenso sucesso comercial. Em 1919 foi relançado pela Vitagraph Studios. Os figurinos deste último foram inspirados na aquarela pintada por James Joseph Jacques Tissot, intitulado “Vie de Notre Seigneur, Jesus Cristo.”

Da Manjedoura para a Cruz

O dvd Vida e Paixão de Jesus Cristo pode ser adquirido em qualquer loja do ramo, incluindo Cultura e Saraiva.

Comente Aqui!