Quem lembra da antiga Sessão Comédia da Rede Globo?

1261

Quem já era crescidinho na década de 80 deve lembrar da antiga “Sessão Comédia”, exibida na Rede Globo após a “Sessão da tarde”. Eram sitcoms bobinhos que  tinham histórias leves, duravam no máximo 30 minutos e foi o ar em 1987. A intenção era  segurar a audiência para as novelas das seis. E não é que funcionava? Você se lembra de alguma dela? Vamos lá:

Na Segunda-feira

“As Super Gatas” 

Esta série cujo nome original é The Golden Girls, teve 180 episódios e foi produzida entre 1985 e 1992. Participavam da série as atrizes Betty White (que fazia a Rose), Bea Arthur (Dorothy), Rue McClanahan (Blanche, a mãe de Dorothy) e Estelle Getty (Sophia Perillo). Originalmente ela foi lançada nos Estados Unidos em 1985 mas chegou ao Brasil apenas dois anos depois.

Na série as garotas que tinham acima de 50 anos passavam por situações complicadas que tentavam levar numa boa.  Elas viviam juntas em um apartamento e como não se conheciam à princípio, tinham que lidar com as diferenças. A sitcom saiu do ar em 1992 porque a atriz Bea Arthur tinha outros projetos. Foi uma série que se manteve em alta enquanto durou.

Na Terça-feira

O Primo Cruzado

A série começa quando Zeca (Bronson Pinchot), primo vindo do interior vem morar com outro da capital. Os dois são completamente diferentes e tinham que lidar com isso, principalmente Larry (Mark Linn-Baker) que no início morria de vergonha do primo. Havia algo muito interessante nessa série. Como no Brasil a moeda se chamava cruzado, alguém achou inteligente mudar o título original (Perfect Strangers) e colocarem O Primo Cruzado por causa da moeda que circulava no país na época. Para nós o primo era mineiro, mas  para o resto do mundo, o personagem Zeca se chamava Balki Bartokomous e vinha da Grécia.

Ah, um adendo, os atores se encontraram novamente 24 anos (nossa, faz tanto tempo assim???) depois da série. Olha que fofura de foto:

Quarta-Feira

Caras e Caretas

E foi assim que me apaixonei invariavelmente por Michael J. Fox. E não fui só eu. Trabalhar na série cujo título original era Family Ties, fez com que sua carreira decolasse. E decolou tanto que a série só durou um ano. A série contava a história de uma família cujos pais eram antigos hippies e tinham que lidar com um filho muito conservador, Alex (Fox). Mas eles sempre davam um jeitinho das coisas darem certo. A série ficou no ar entre 1982 e 1989.

Ah, uma fofoquinha: Tracy Pollan conheceu o Michael J. Fox nas filmagens e os dois acabaram se casando em 1988. O casal tem quatro filhos estão firmes e fortes.

Na Quinta-feira

O Poderoso Benson

Essa é uma série que não devo ter assistido porque não me lembro de absolutamente nada, mas segundo o site Infantv, a série conseguia trazer de uma maneira leve assuntos como a infidelidade, racismo, homossexualidade e mais tarde, política. O ator Robert Guillaume, que interpretava o personagem principal Benson, tinha um grande carisma. Bendon era um mordomo que tinha sempre uma boa resposta para tudo, mas detestava o dono da casa. Os demais moradores eram muito bem tratados por ele.

Na Sexta-feira-feira

Super Vick

Essa é uma história muito interessante. Ted Lawson (Richard Christie) criou uma robô criança que chamou de VICI (Voice Input Child Identicant). A intenção inicial era fazer testes com ela mas a família se apegou tanto que resolveu “adota-la”. Todos viveriam em paz se os vizinhos curiosos não ficassem o tempo todo incomodando-os e fazendo perguntas inconvenientes. O título original era Small Wonder e a série esteve no ar entre 1985 e 1989.

E aí, gostou? Compartilhe para seus amigos!

Fontes: Infantv, nostalgiadostempos, imdb, noticiasdatv

Comente Aqui!

COMPARTILHAR
Artigo anteriorDiário de uma Garota Perdida (1929)
Próximo artigoBiografia de Christopher Plummer
Formada em Letras, Design e Especialista em Estudos cinematográficos. É sobretudo uma curiosa sobre a sétima arte. Fundadora do site Cinemaclássico, estuda cinema desde 2002. Ama Charles Chaplin, Raj Kapoor e navega constantemente em filmes de todo o mundo.