Depois Daquela Montanha (2017)

533

Olá pessoal. Estou de volta na página do Cinema Clássico para contar para vocês um pouco sobre o filme que vai estrear agora no dia 02 de novembro e se você gosta de filmes de romances e desastres, esse filme é para você. Estou falando de “Depois Daquela Montanha”, filme estrelado por Idris Elba (Thor, Mandela: O Caminho para a Liberdade) e Kate Winslet( Titanic, Em Busca da Terra do Nunca) e baseado no romance de Charles Martin.

A película trás a história de dois personagens, o neurocirurgião Ben Bass, vivido por Elba, e a jornalista fotográfica Alex Martin, papel de Winslet, que se encontram por acaso em uma confusão causada pelo cancelamento do voo devido a uma tempestade, voo esse que os levariam para compromissos que dependiam da presença deles, uma cirurgia no qual Bass era o responsável e o casamento ao qual Martin é a noiva. Ao perceber a impossibilidade de conseguir um lugar em outro avião que os levassem aos seus compromissos, os dois desconhecidos se juntam para fretar um pequeno avião que os levaria para uma cidade mais longe da tempestade iminente, onde cada um seguiria para seu destino final.

Esse é o ponto da história onde os personagens principais encontram sua maior problemática: o pequeno avião contratado para levar os dois cai no alto de uma das montanhas ao qual passavam depois que o piloto tem um mal subido, deixando os protagonistas feridos no alto de uma montanha, sem contato com o mundo e sem informações de seu desaparecimento, visto que o piloto não registrou o plano de voo no aeroporto. Machucados, sem alimento e sem saber como sair do topo daquela montanha cheia de neve, Alex e Ben começam a desenvolver um relacionamento de proteção entre eles, mostrando como é importante a união de um grupo na busca de uma solução para momentos onde o desespero e a total perda da fé estão presentes.

Mas apesar de todos os problemas enfrentados pelos protagonistas nesse ambiente inóspito, esses dois começam a desenvolver um relacionamento além do de apoio físico e psicológico. Essa atração direciona muitas escolhas no plot e acaba meio que fazendo com que o publico adivinhe como a história termina. E é nesse momento que o filme meio que perdeu o meu interesse. Mesmo sabendo que o filme é uma adaptação de um romance, esse padrão estabelecido onde um desastre inesperado ocasiona em um relacionamento amoroso entre os protagonistas já é tão comum que de certa forma me fez desejar do fundo do meu estomago que eles não respondessem a essa atração, e como eu não escrevi o livro, terei que me contentar com o já estabelecido homem e mulher não conseguem ser amigos, tem colocar sentimento no meio.

Filmado em diversas cidades do Canadá, o filme possui cenários belíssimos destacados pela fotografia que me lembrou bastante a utilizada em O Regresso, como também o áudio, fazendo o registro do som das pequenas gotículas de água caindo no chão e da respiração ofegante dos personagens nos momentos de tensão. Os momentos de privação encontrados pelos protagonistas nos fazem pensar como agiríamos em situações parecidas e como as resoluções são simples, desde que se consiga manter a mente com um pensamento positivo. E não esquecendo temos que citar a participação de Cão, que durante muito tempo do filme foi um dos elementos de leveza com seu focinho brincalhão e servido para unir ainda mais Alex e Ben.

Contando ainda com participação de Dermont Mulroney(O casamento do meu melhor amigo) e dirigido por Hany Abu-Assad (O Ídolo), Depois Daquela Montanha é um filme que retrata uma catástrofe de uma forma mais leve do que se espera, mas que deixa um sentimento de que a história poderia ter acontecido de forma diferente.

Comente Aqui!