Nos Cinemas: O Touro Ferdinando – 2018

142
Ferdinand (voiced by John Cena)

Sejam bem vindos todos vocês que seguem o Cinema Clássico! Em mês de férias da criançada, muitos pais estão no shopping todo fim de semana buscando alternativas de atividades para realizar com os pimpolhos, então trago uma dica para vocês terem uma hora de calmaria: levem suas crianças e vocês para assistir a nova animação da Twenthieth Century Fox Animation, O Touro Ferdinando.

Baseado no livro de mesmo nome lançado em 1936 por Munro Leaf, o filme que já ganhou vida pelas mãos da Disney em 1938 (com direito a premiação de melhor curta de animação no Oscar de 1939), se transforma em um longa mais detalhado do que a primeira versão, mas que mantém sua narrativa, deixando os que assistiram a primeira versão com uma sensação de nostalgia.
Contando a historia do Touro Ferdinando, que quando bezerro se negava a lutar com seus amigos, preferindo observar as paisagens e cheirar as flores, o filme passa uma percepção da necessidade de parar para observar as belezas da vida, em vez de se preocupar apenas com aquilo que os outros esperam que você realize, mostrando também que os objetivos que se tinha quando criança podem ser modificados, melhorando assim sua presença no mundo.
Com uma grande critica a cultura das touradas espanholas, o filme mostra os detalhes do esporte, com suas noções bem marcantes, onde o expectador percebe pela visão do animal o quão cruel é essa prática, me levando até mesmo a pensar em parar o consumo de proteínas de origem animal de tanta pena que fiquei com certos momentos da narrativa.
Ao contrário da primeira animação, O longa dirigido por Carlos Saldanha (Rio e a série Era do Gelo) trás na bagagem diversos personagens para atuar com o Ferdinando, onde destaco a Lupe como a principal fonte de piadas, sem contar o trio Una, Dos e Cuatro, que me lembraram bastante os gambás de Era do Gelo.
Os cenários do filme foram muito bem elaborados, os detalhes da animação são lindos, e a mensagem que se passa ao expectador vai além de tudo aquilo que citei nesse texto. Nada está constante nem determinado a ponto que não se possa modificar, nem mesmo seus planos para o cinema da semana. Se puder, assista essa animação, vai ser bom para seus planos desse novo ano que apenas começou.

Comente Aqui!