Biografia de charles Laughton

420
Headshot of Charles Laughton (1899-1962), British stage and screen actor, wearing a black jacket, white shirt and black tie, with small red and white squares, circa 1960. (Photo by Fox Photos/Hulton Archive/Getty Images)

Dados biográficos

Nome: Charles Laughton
Nascimento e local: 01/07/1899, Scarborough, Yorkshire, Inglaterra
Morte: 15/12/1962, Hollywood, CA, cancer
Ocupação: ator
Nacionalidade: inglesa
Casamentos: Elsa Lanchester
Filhos: –

Biografia

Charles Laughton nasceu no dia 1 de julho de 1899 em Scarborough, Yorkshire (Inglaterra). Sua família possuía vários hotéis e tudo levava a crer que ele seguiria os negócios da família.Após lutar na Primeira Guerra Mundial, Laughton decidiu se tornar um ator profissional. Matriculou-se na Royal Academy of Dramatic Art, em Londres (onde ele foi premiado com uma medalha de ouro) e começou a assumir os papéis em várias produções teatrais. Em 1927, ele conheceu a atriz Elsa Lanchester, com quem se casou em 1929. Ficaria casado com ela até sua morte. Não tiveram filhos. Depois de sua morte, Elsa revelou em sua autobiografia que Laughton era gay.
Seu primeiro papel no cinema foi no final dos anos 20, mas seu primeiro grande sucesso veio na década de 30 para estrelar em títulos como “A mansão de Sombras” (1932) por James Whale, “O assassino do Sr. Medland “(1932) por Lothar Mendes, ” The Sing Of The Cross “(1932), de Cecil B. De Mille e “The Island of Lost Souls” (1933) de Erle C. Kenton.

Foi uma indicada ao Oscar por “Mutiny on Board”. Ganhou com “The Private Life od Henry VIII”, tornando-se o primeiro ator inglês a receber a estatueta.
Em 1937 Laughton, Erich Pommer havia fundado com a sua própria produtora, Mayflower Pictures.
Como um diretor de cinema fez apenas um filme, “The Night of the Hunter” (1955), filme estrelado por Robert Mitchum.

Durante os anos 40 e 50 Charles Laughton teria destaque em “Eles sabiam o que queriam” (1940) por Garson Kanin, “Seis Destinos” (1942) de Julien Duvivier, “This Land is Mine” (1943) por Jean Renoir, “The Canterville Ghost” (1944) de Jules Dassin, “Captain Kidd” (1945) por Rowland V. Lee, “Arco De Triunfo” (1948) de Lewis Milestone, “Arco do Triunfo” (1948) por Lewis Milestone, “Salomé” (1953) de William Dieterle e “Hobson’s Choice” (1954) de David Lean. Em 1950 tornaria-se cidadão americano.
Seus últimos filmes, antes de morrer de câncer em 15 de dezembro de 1962, foram “Spartacus” (1960) de Stanley Kubrick, “Sob Dez Bandeiras” (1960) Duilio Coletti e Tempestade sobre Washington “(1962). Morreu aos 63 anos.

Filmes

Advise & Consent (1962)
Spartacus (1960)
Sotto dieci bandiere (1960)
Witness for the Prosecution – Testemunha de Acusação (1957)
Hobson’s Choice (1954)
“This Is Charles Laughton” (1953)
Young Bess (1953)
Salome (1953)
Abbott and Costello Meet Captain Kidd (1952)
O. Henry’s Full House – Páginas da Vida (1952)
The Strange Door (1951)
The Blue Veil – Ainda Há Sol para todos (1951)
The Man on the Eiffel Tower (1949)
The Bribe (1949)
The Girl from Manhattan (1948)
On Our Merry Way – Tudo pode acontecer (1948)
The Big Clock (1948)
Arch of Triumph (1948)
The Paradine Case (1947)
Leben des Galilei (1947)
Because of Him – Por causa dele (1946)
Captain Kidd (1945)
The Suspect (1944)
The Canterville Ghost (1944)
The Man from Down Under (1943)
This Land Is Mine (1943)
Forever and a Day (1943)
Stand by for Action (1942)
Tales of Manhattan – Seis destinos (1942)
The Tuttles of Tahiti (1942)
It Started with Eve – Um Raio de Sol (1941)
They Knew What They Wanted – Não cobiçarás a mulher do outro (1940)
The Hunchback of Notre Dame – O Corcunda de Notre Dame (1939)
Jamaica Inn / Estalagem Maldita (1939)
Sidewalks of London (1938)
Vessel of Wrath (1938)
I, Claudius (1937)
Rembrandt (1936)
Mutiny on the Bounty – O Grande Motim (1935)
Les misérables – Os Miseráveis (1935)
Ruggles of Red Gap – O Extravagante Senhor Ruggles (1935)
The Barretts of Wimpole Street – A Familia Barrett (1934)
White Woman (1933)
The Private Life of Henry VIII. – Os amores de Henrique VIII (1933)
Island of Lost Souls – A Ilha do Dr. Moreau (1932)
The Sign of the Cross – O Sinal da Cruz (1932)
If I Had a Million – Se eu tivesse um milhão (1932)
Payment Deferred (1932)
The Old Dark House (1932)
Devil and the Deep – Entre Duas águias (1932)
Down River (1931)
Wolves (1930)
Piccadilly (1929)
Blue Bottles (1928)
Daydreams (1928)
The Tonic (1928)

Comente Aqui!

COMPARTILHAR
Artigo anteriorA Morte Cansada (1921)
Próximo artigoMarni Nixon, a Voz que Hollywood Escondeu
Especialista em Cinema Clássico e Crítica Literária, é sobretudo uma curiosa. Fundadora do site Cinemaclássico, estuda o cinema desde 2002. Ama Charles Chaplin, Raj Kapoor e navega constantemente em filmes de todo o mundo.