Melhores Filmes da Década de 50

18571

Durante a década de 50 o cinema continuava popular, mas começava a enfrentar uma grande concorrente: a televisão. Os estúdios buscaram então atrativos que pudessem trazer o público para as salas de cinema novamente, investindo em novas técnicas como filmagem em widescreen, cinemascope, VistaVision e Cinerama.

Também começaram a se popularizar filmes experimentais em 3D. Grandes épicos chamaram a atenção e o cinema europeu e asiático ganhavam cada vez mais popularidade. Ídolos como Brigitte Bardot invadiam os Estados Unidos, Akira Kurosawa estava no auge da carreira, e o cinema indiano começava a ganhar destaque. No Brasil consolidava-se a carreira de astros como Oscarito e Grande Otelo.

Separei uma lista de alguns ótimos filmes desta década que é rica em expressões. São filmes que valem a pena serem conferidos. Ah, se você tive sua sugestão, coloque nos comentários!

Palavras ao Vento (1956), de Douglas Sirk. Com Rock Hudson e Lauren Bacall. LEIA MAIS CLICANDO AQUI.
A Canção da Estrada (1955), de Satyajit Ray e suas sequências. Leia mais clicando aqui.
A Estrada da Vida (1954), de Federico Fellini. Com Giuletta Masina e Anthony Quinn. LEIA MAIS CLICANDO AQUI.
A Malvada (1950), de Joseph L. Mankiewicz. Com Bette Davis e Anne Baxter. LEIA MAIS CLICANDO AQUI.
A Marca da Maldade (1958), de Orson Welles. Com Charlton Heston e Janet Leigh. LEIA MAIS CLICANDO AQUI.
As Diabólicas (1954), de Henri-Georges Clouzot. Com Véra Clouzot e Simone Signoret.
A Sala de Música (1958), de Satyajit Ray.
A Palavra (1955), de Carl Theodor Dreyer.
Awara (1951), de Raj Kapoor
Cantando na Chuva (1952), de Stanley Donen e Gene Kelly. LEIA MAIS CLICANDO AQUI.
Contos da Lua Vaga (1953), de Kenji Mizoguchi
Era Uma Vez em Tóquio (1953), de Yasujiro Ozu
Diário de um Pároco de Aldeia (1951), de Robert Bresson
Desejos Proibidos (1953), de Max Ophüls. Com Charles Boyer e Danielle Darrieux
Crepúsculo dos Deuses (1950), de Billy Wilder. Com Gloria Swanson.
Hiroshima, Meu Amor (1959), de Alain Resnais. Com Eiji e Emmanuelle Riva.
Juventude Transviada (1955), de Nicholas Ray. Com James Dean. LEIA MAIS CLICANDO AQUI.
Morangos Silvestres (1957), de Ingmar Bergman
Noites Brancas (1957), de Luchino Visconti. Com Marcello Mastroianni
Os Incompreendidos (1959), de François Truffaut. Com Jean-Pierre Léaud
O Sétimo Selo (1957), de Ingmar Bergman. Com Max von Sydow
O Batedor de Carteiras (1959), de Robert Bresson. Com Martin LaSalle
Noites de Cabíria (1957), de Federico Fellini. Com Giuletta Masina. LEIA MAIS CLICANDO AQUI.
Quanto Mais Quente Melhor (1959), de Billy Wilder. Com Marilyn Monroe, Jack Lemmon e Tony Curtis. LEIA MAIS CLICANDO AQUI.
Janela Indiscreta (1954), de Alfred Hitchcock. Com James Stewart. LEIA MAIS CLICANDO AQUI.
Rashomon (1951), de Akira Kurosawa. Com Toshirô Mifune
Sindicato de Ladrões (1954), de Elia Kazan. Com Marlon Brando
Um Corpo Que Cai (1958), de Alfred Hitchcock. Com Kim Novak e James Stewart
Vidas Amargas (1955), de Elia Kazan. Com James Dean. LEIA MAIS CLICANDO AQUI.
O Homem Errado (1956), de Alfred Hitchcock. Com Henry Fonda. LEIA MAIS CLICANDO AQUI.
Uma Rua Chamada Pecado (1951), de Elia Kazan. Com Vivien Leigh e Marlon Brando.
Stromboli (1950), de Roberto Rossellini. Com Ingrid Bergman. LEIA MAIS CLICANDO AQUI.
A Montanha dos Sete Abutres (1951), de Billy Wilder. Com Kirk Douglas. LEIA MAIS CLICANDO AQUI.
Anatomia de um Crime (1959), de Billy Wilder. Com James Stewart. LEIA MAIS CLICANDO AQUI.
Alta Sociedade (1956), de Charles Walters. Com Grace kelly, Bing Crosby e Frank Sinatra. LEIA MAIS CLICANDO AQUI.

Leia também:

Melhores Filmes da Década de 60

 

Comente Aqui!