Porque Spencer Tracy nunca se divorciou de sua esposa?

7528

Apesar de seu relacionamento de quase três décadas, Katharine Hepburn não compareceu ao funeral de Spencer Tracy. Ela chegou a dizer que pensou em acompanhar o cortejo, mas decidiu-se por despedir-se de seu grande amor ainda na igreja, temendo que a imprensa, que sabia do romance,  a abordasse. No local, a esposa de Spencer, Louise, com quem ele era casado há 40 anos e os filhos João e Susie recebiam os cumprimentos.

Spencer conhecera Louise em um trem, e a inteligência e tenacidade dela lhe chamou a atenção. Ela também tencionava atuar. Casaram-se e o primeiro filho veio imediatamente nove meses depois do enlace. Logo descobriram que John era surdo, e Louise passou a dedicar sua vida à saúde de seu filho, abandonando a carreira e deixando Spencer de lado. Não havia nada em sua vida exceto seu filho. O marido se condoeu por ficar em segundo plano e foi somente três meses depois que ela revelou a enfermidade de John a ele que ficou arrasado ao saber que jamais ouviria o filho lhe chamar de pai.

Spencer e seu filho John
 Embora se sentisse culpado pelo filho, ele via sua carreira ir de vento em popa e ele ganhava cada vez mais. O casamento esfriara e seu nome passou a ser ligado à várias colegas de trabalho. Selena Royle admitiria mais tarde: “Eu estava apaixonada por Spencer, e eu acredito que ele estava apaixonado por mim”.
 Ingrid Bergman também teria se envolvido com ele (e de quem Katharine Hepburn viria a ter ciúmes durante um bom tempo). Há até boatos de que Katie teria invadido um hotel com uma espingarda pensando que a dupla estaria lá hospedado. Complementando a lista de Spencer, Joan Crawford (ele terminou o romance com ela, o que a deixou imensamente magoada), Bette Davis (os dois teriam se ferido mutuamente).

 

Loretta Young e Spencer Tracy

Nesse período o romance mais evidente foi com a jovem atriz Loretta Young, com quem ele teria tido um filho (abandonado em uma instituição para órfãos). Louise declararia mais tarde: “Eu sei que ocasionalmente ele saiu algumas das meninas que ele trabalhou. Eu não posso verdadeiramente dizer que Spencer e eu ainda estamos apaixonados um pelo outro. Esse tipo de paixão não dura, mas em seu lugar surge uma profunda compreensão, companheirismo e devoção.”

Uma década após o casamento surgiram os primeiros boatos de separação. Spencer declarou; “Se houver qualquer culpa ela me pertence. A senhora Tracy e eu ainda somos excelentes amigos, e talvez mesmo vivendo em casas separadas, somos uma família”.

A família Tracy, Spencer, Susie, Louise e John

Depois que conheceu Katharine Hepburn, o relacionamento se tornou lenda em Hollywood. Os dois tinham uma química invejável nas telas, e atrás dela tornaram-se amantes e amigos. “Eu faria qualquer coisa por ele”, disse Hepburn, “Eu era totalmente independente e nunca tive anseios de me casar com ele, queria remar minha própria canoa.”

Spencer continuava tão infiel e Katie quanto era para Louise com colegas de trabalho e prostitutas. O diretor Clarence Brown chegara a aconselhar a atriz: “Porque diabos você não encontra um homem solteiro e constitui uma família? Caso contrário você vai ficar velha e sozinha”. No que ela complementou: “Sim, e terei me divertido muito.”

Da sua parte, Louise abria uma escola para crianças surdas que era financiada por Spencer. Permanecer casada com ele era algo positivo, já que a instituição era apoiada por ele. A John Tracy Clinic funciona até hoje, e ajudou e ajuda a milhares de crianças em todo o país. Seria a clínica um fator na decisão de Louise de permanecer a senhora Tracy até o fim de seus dias, já que a influência de Spencer era clara. Já para Spencer, a instituição era uma forma de se redimir de seus pecados junto à esposa.

Os três conviveram numa espécie de trégua até a morte do ator em 1967. Há muito tempo Katie cuidava do ator, constantemente doente e alcoólatra.  Uma semana depois do funeral, Katharine Hepburn entrou em contato com Louise e se ofereceu para ajudar as crianças e serem amigas. Louise  teria dito a atriz que ouvida os “rumores” do romance dela com seu marido.
“Rumores depois de 30 anos juntos? Que resposta eu podia dar depois de ouvir isso?”, disse Katie.

Para Katie, ela não foi a culpada pelo fim do casamento de Louise e Spencer, “Ela preferia acreditar que os romances que ele tinha eram apenas rumores, que ela uma sofredora e ele o único culpado. Eu não terminei seu casamento. Eles já tinham terminado isso muito tempo antes de mim.” Com relação a Louise, permaneceu em seu trabalho na instituição para surdos até sua morte, em 1983, sempre se auto denominando a única senhora Tracy.

Comente Aqui!