Biografia da atriz Edna Purviance, companheira de Chaplin em tantos filmes

1451
Edna Purviance nos bastidores de O vagabundo (1918)

Olga Edna Purviancenasceu em 21 d eoutubro de 1894 em Nevada. Com 17 anos, depois do divórcio dos seus pais, ela mudou-se para San Francisco e começou a trabalhar como secretária. Acabou sendo descoberta por Chaplin enquanto visitava um namorado nos estúdios do diretor. Segundo Purviance, ela não tinha a menor intenção de ser atriz, e ficou surpresa com a escolha. Mesmo assim pensou “Porque não?”.

Edna ao lado de Chaplin em Sunnyside (1919)

Edna foi contratada para estrelar seus curtas e acabou sendo sua protagonista por 8 anos seguidos. Em 1923 a atriz faria o último filme sob a direção de Chaplin: ele a presenteou com o”A woman of Paris”, seu primeiro drama. Porém, em 1924 ela se envolveu num escândalo de assassinato, juntamente com Mabel Normand. E justamente quando sua carreira solo iria começar.

Edna e Chaplin em The Cure

A atriz ainda apareceria em A woman of the sea (1926) e Education de prince (1927), mas seus filmes foram boicotados após o escândalo e ela afastada das telas, permanecendo como empregada dos Estúdios Chaplin até o fim de seus dias. Segundo o diretor, ela sempre lhe mandava cartinhas. A atriz foi citada no processo de divórcio de Chaplin com sua segunda esposa, a também atriz Lita Gray. Segundo Lita, os dois ainda mantinham encontros durante o casamento dele com ela. Não há provas da veracidade ou não do caso.

Edna em foto com seu único marido, o piloto John P. Squires. Fonte: http://www.ednapurviance.org

Edna casaria-se uma única vez. Segundo o site EdnaPurviance.org, ela casou-se apenas uma vez, com o puloto John Squire, que teria sido seu grande amor. Os dois se conheceram na década de 30 e ele era cinco anos mais jovem que ela. Apesar de não terem tido filhos, ele teria sido responsável por anos bastante tranquilos e uma excelente companhia. John faleceu em 1945.

Aposentada das telas há décadas, houve uma tentativa de retorno aos filmes de Chaplin. Ele a convidou para participar de Monsier Verdoux, mas ela não conseguia mais atuar. Edna faleceu de câncer em 11 de janeiro de 1953. Tinha apenas 63 anos. Chaplin dedicou a ela as últimas palavras de seu livro autobiográfico. Falei um pouco mais sobre isso nesta matéria.

Confira também:

Momentos inesquecíveis de Chaplin e Edna Purviance nas telas

Comente Aqui!