Raj Kapoor, o Showman Indiano e Seus Melhores Filmes

339

É raro termos exibições de filmes indianos no Brasil, daí a dificuldade em conhecermos sobre o cinema produzido neste país, e que possui uma fatia grande do mercado. Anualmente são realizados mais de 2000 filmes no país, que prefere os filmes nacionais. Para o indiano o cinema é sagrado, e os seus astros adquirem o status de deuses. Raj Kapoor é um desses astros absolutos, e que é referência para os novos.

Iniciando a carreira na década de 40, se tornou um dos maiores galãs, conquistando também a Rússia, que até hoje lhe presta homenagens. Raj também é conhecido por sua longa parceria, dentro e fora das telas, com Nargis Dutt. Por sua obra, sendo ator, compositor, diretor e produtor, passou a ser conhecido como o Showman indiano.

Raj se tornou produtor e diretor de seus próprios filmes. Fã de Orson Welles e Charles Chaplin, não negava a influência de ambos em sua obra. E é sobre ela que iremos falar agora. Ranbir Raj Kapoor nasceu em 14 de dezembro de 1924 no Paquistão. Seu pai, Prithviraj Kapoor, produzia espetáculos de teatro e também fazia enorme sucesso no cinema quando seu filho decidiu que iria seguir seus passos. Após trabalhar com o pai na companhia de teatro, Raj foi contratado para estrelar Inquilab em 1935. O filme tinha como estrela seu próprio pai.

Em 1948, com a idade de vinte e quatro anos, ele estabeleceu seu próprio estúdio, RK Films, e tornou-se o diretor de cinema mais jovem do seu tempo fazendo sua estréia na direção com Aag estrelado por ele próprio, Nargis , Kamini Kaushal e Premnath . Em 1949, ele co-estrelou ao lado de Dilip Kumar e Nargis em Andaz, seu primeiro grande sucesso como ator.

É raro encontrar os seus filmes, na verdade nenhum foi lançado no Brasil, e as legendas que temos foram traduzidas por fãs do cinema indiano. Dos 68 filmes em que ele foi creditado, menos da metade encontra-se disponível, e a grande maioria sem legendas. Sabendo dessa dificuldade, sempre que possível colocamos alguns links para que seus filmes possam ser baixados e vistos. Aqui estão eles:

Teesri Kasam (1967), de Basu Bhattacharya:

Sem dúvida um dos melhores desempenhos de Raj. Nesse filme ele interpreta um aldeão simples, ingênuo e inocente chamado Heeraman. O aldeão já teve alguns problemas transportando mercadorias ilegais, e após escapar da polícia, jura nunca mais comercializar ilegalmente. Algum tempo depois ele recebe a incumbência de transportar a dançarina Nautanki Heerabai (Waheeda Rehman) a uma feira numa aldeia próxima. Os dois são completamente diferentes, mas acabam sendo atraídos um pelo outro. A viagem ocorre maravilhosamente bem, com Heeraman contando as histórias locais e a dançarina se divertindo, até que quando chegam no seu destino ele descobre que ela é vista como uma prostituta.

O filme foi pensado em cores, mas o diretor Basu e o produtor Shailendra foram inflexíveis com relação a isso e preferiram fazer em preto e branco. Shailendra queria Raj Kapoor desde o início, mas não tinha muitas esperanças, já que ele se tornara um ator caro e era impossível pagar tanto naquele momento. Ao saber do desespero do amigo, Raj, que o conhecia desde o seu primeiro filme, abriu mão de seu cachê em nome da amizade. Mesmo assim Shailendra teve problemas financeiros e o filme quase não sai. Apesar de receber o prêmio Nacional de melhor filme em 1967, deixou o produtor quase falido. Aqui temos Raj Kapoor em uma de suas melhores performances.

Jagte Raho (1956), de Amit Mitra

Considero esse filme um dos melhores filmes hindis de todos os tempos. O filme conta a história de um homem (Raj) sai de sua aldeia para viver na cidade e não consegue encontrar um gole de água que mate sua sede. Em busca de alguém que lhe dê água, ele entra em um condomínio e é confundido com um ladrão. Em uma das cenas mais lindas do filme, ele faz amizade com um cãozinho, e este parece ser a única cara amigável que ele encontra na cidade. Enquanto foge dos moradores enfurecidos, ele descobre o quanto as pessoas podem ser falsas e cheias de vícios.
Um conto alegórico sobre a escuridão e a luz para mostrar a verdadeira face das pessoas que aparentam ter uma vida respeitável mas na verdade são hipócritas e capazes das maiores atrocidades.
Nargis, atriz preferida de Raj Kapoor e sua companheira em vários filmes, aparece para uma participação final. E é a última vez em que trabalhavam juntos. Para os fãs do casal é um final bem simbólico, quando ela é a única que lhe dá água.

O filme traz um olhar satírico sobre a sociedade bengalense da época, mas poderia muito bem ser transportada para qualquer metrópole atual sem perder a relevância. Raj Kapoor quase não fala no filme, e seu medo e dor podem ser vistos claramente em seu rosto. O filme ganhou o Gran Prix no Festival Internacional de Cinema de Karlovy.

Para baixar o filme clique aqui: http://goo.gl/Mq0ENc

Phir Subah Hogi (1958), de Ramesh Saigal

Vagamente baseado em Crime e Castigo, de  Fiódor Dostoiévski, esse é provavelmente a mais subestimada performance de Raj Kapoor. Aqui ele é um pobre estudante de direito chamado Ram que vive do dinheiro que sua mãe lhe envia. Ele conhece e se apaixona por Sohni (Mala Sinha), tão pobre quanto ele. Numa tentativa de salvar sua amada de um casamento indesejado por conta de dívidas de seu sogro, Ram rouba dinheiro e acaba matando o agiota quando este retorna à casa inesperadamente. Ram acaba sendo perseguido pela polícia e por sua consciência.

Como um homem atormentado pela culpa, Raj Kapoor fez uma performance que calou a boca de muitos que diziam que ele não era um bom ator. Ele retrata com sucesso a angústia do homem que sabe a coisa certa a fazer, mas que é incapaz de fazê-lo, pois isso afetará sua vida inteira.  Raj Kapoor queria inicialmente que o filme fosse pontuado por canções de Jaikishen Shankar, mas o letrista Sahir Ludhianvi foi escolhido com uma ressalva: suas músicas passariam pelo crivo de Kapoor, que escolheria uma por uma.

Infelizmente não encontramos legenda para o filme, que pode ser visto na íntegra aqui nesse link: https://www.youtube.com/watch?v=ViqhIzSZItI

 

Shree 420 (1955), de Raj Kapoor

Em Shree 420, Raj Kapoor assume o personagem chaplinesco como uma segunda pele. O título refere-se ao número do Código Penal indiano que versa sobre fraude. Isso caracteriza o personagem interpretado por Raj, um homem que chega a Bombaim querendo ser alguém mas que é muito pobre. Seus bens mais preciosos são seu certificado da escola e uma medalha que ganhou por sua honestidade e ele os acaba vendendo.

Apesar de ser intensamente honesto, ele não está acima do bem e do mal, e acaba se corrompendo para atingir seus objetivos. Sua ponte com a honestidade acaba sendo Vydia (Nargis), uma adorável professora por quem ele se apaixona. Raj consegue enriquecer, mas sua consciência o devora.

As músicas (Shankar-Jaikishen) são as melhores dos filmes kapoonianos e o filme traz um olhar mais otimista com relação à sociedade urbana. Havia corrupção e tentação, mas o homem pode escolher entre o bem e o mal. Esse foi o filme que fez com que ele se tornasse famoso também na Rússia.

Baixar filme:
http://bit.ly/1gOmz0k

Baixar legenda:
http://bit.ly/Qtrldp

 

Awaara (1951), de Raj Kapoor

Awara é o mais famoso filme do cineasta e aquele onde ele trouxe pela primeira vez a imagem do vagabundo, que ele iria usar em filmes posteriores. Aqui ele é Raju é um garoto que é empurrado para o mundo do crime por seu pai que expulsou sua mãe ainda grávida ao suspeitar que o filho não fosse dele. Vivendo em condições sub-humanas, o garoto é levado ao crime por Jagga, o perigoso bandido que sequestrou sua mãe no passado.

O filme começa com uma cena de tribunal, em que Raju está sendo julgado por uma tentativa de assassinato. Rita (Nargis), sua amante,  é a sua advogada, que vai lembrar a todos como a história daquele homem começou. Ela lutará com todas as suas forças para defender o amado.

Esse foi um grande filme de Raj Kapoor. Com sua incursão em problemas sociais, ele teceu novelos de romance e tragédia de forma coesa. As atuações do quarteto principal são grandiosas e a química entre Raj Kapoor e Nargis refletia o romance que os dois tinham fora das telas. Prithviraj Kapoor , pai de Raj Kapoor na vida real, também dá um show interpretando o juiz amargurado pelo erro cometido anos antes. Nargis também está divina como uma mulher independente e moderna.
A música é uma das mais populares dos filmes hindis e o número do sonho, que dura 9 minutos, demorou dois meses para ser finalizado.

Baixar filme: http://goo.gl/YuGKvh

Anari (1959), de Hrishikesh Mukherjee

Raj Kapoor ficou impressionado com Hrishikesh Mukherjee em seu filme anterior e chamou ele para colaborar nesse seu novo empreendimento. A história é vagamente influenciada pelo O Idiota de Fiódor Dostoiévski e contra a história de Raj Kumar, um homem tão honesto que começa a ter problemas com isso. Contratado por Ramnath (Motilal) ele não sabe que um lote de medicamentos da empresa são falsos e acaba dando um desses medicamentos à dona da pensão onde ele mora. Ela morre e ele é acusado de assassinato.

Um dos destaques do filme é a bela Nutan como Asha, jovem rica por quem Raj se apaixona. O filme ganhou o Prêmio Nacional de Melhor Longa-Metragem em hindi de 1959 e Raj levou o prêmio de melhor ator.

Baixar filme e legenda: http://www.4shared.com/rar/TaPgNV4Wce/Anri.html

Chori Chori (1956), de Anant Thakur

A dupla Nargis e Raj brilha mais uma vez nesse filme que é uma adaptação de Happened One Night, do mestre Frank Capra. Kammo é uma garota mimada, filha de um homem rico. Ela apaixona-se pelo piloto Suman, homem que seu pai odeia. Kammo desafia o pai e diz que vai se casar com Suman, o que faz com que quase comece uma guerra entre paie filha. Ele a tranca em seu navio, mas ela foge ao se jogar no mar.

Chegando a uma cidade, Kammo conhece o jornalista Sargar, que decide ajudá-la a chegar até Suman para entregar uma boa história ao seu editor. Os dois brigam muito, mas tem de se unir para lidar com um obstáculo inesperado: o pai de Kammo colocou uma grande recompensa à disposição de quem conseguisse trazer sua filha de volta, o que faz com que várias pessoas passem a correr atrás dela.

Foi o último filme que protagonizaram juntos (Nargis ainda fez uma pequena participação em Jahge Raho), e durante as filmagens o casal já estava separado.

Baixar filme e legenda:
http://www.4shared.com/rar/qFwS4KMeba/CC_56.html

Aah (1953)

Raj Raibahadur ( Raj Kapoor ), um rapaz rico e filho de um viúvo, vive no campo. Um dia seu pai o visita e lhe diz que sua mãe gostaria de vê-lo casado com uma jovem chamada Chandra (Vijayalaxmi), filha de um amigo da família. Raj decide escrever uma carta para Chandra que ela ignora completamente, mas a irmã mais nova dela, Neelu (Nargis) decide responder em nome de Chandra. Após algumas cartas eles e apaixonam. Só então Raj é diagnosticado com tuberculose , a mesma doença que matou sua mãe. Raj decide fingir que ele nunca amou neelu e também insiste que ela deve se casar com seu amigo médico, Dr. Kailash ( Pran ).

LINK PARA BAIXAR FILME: https://goo.gl/LwJb3p

LINK PARA BAIXAR LEGENDA:  https://goo.gl/HPEBGz

Leia também:

 

argis, A mais aclamada atriz indiana
25 Fatos sobre o Cinema Clássico Indiano 

Comente Aqui!

COMPARTILHAR
Artigo anteriorJean Arthur, a Rainha das Comédias
Próximo artigoFrases de George Burns
Formada em Letras, Design e Especialista em Estudos cinematográficos. É sobretudo uma curiosa sobre a sétima arte. Fundadora do site Cinemaclássico, estuda cinema desde 2002. Ama Charles Chaplin, Raj Kapoor e navega constantemente em filmes de todo o mundo.