21 Fatos sobre Quanto Mais Quente Melhor (Some Like It Hot, 1959)

6263

1. O roteiro foi inspirado em dois filmes

IAL Diamond e Billy Wilder se inspiraram no Fanfares d’Amour (1935) e Fanfaren der Liebe (1951). Ambos os filmes mostravam uma dupla de homens se vestindo de mulheres para ganhar a vida.

2. Mitzi Gaynor foi a primeira escolha para o papel de Sugar.

Mitzi Gaynor

Ela não estava disponível. Mas Marilyn Monroe sim.

3. Anthony Perkins fez o teste para Jerry / Daphne

Anthony Perkins

Não podemos imaginar como ele ficaria como Daphne, imortalizada por Jack Lemmon. Perkins alcançaria o sucesso após interpretar Norman Bates em Psicose.

4. Billy Wilder queria Frank Sinatra como Jerry / Daphne

Frank Sinatra

Marcou um encontro com ele, porém o cantor não apareceu, deixando Billy a ver navios.

5. Curtis se inspirou em Cary Grant para compor seu personagem milionário

Isso em parte agradou Billy Wilder. O diretor sonhava em trabalhar com Grant, mas por um motivo ou outro, nunca conseguiu. Grant achou engraçada a homenagem e comentou: “Mas eu não falo desse jeito!”. (Clique no vídeo acima para assistir a uma cena).

6. Curtis se inspirou em três mulheres para compor sua personagem Josephine

“Imaginei Josephine como uma mulher de classe, como minha mãe, Grace Kelly ou Eve Arden”, disse o ator mais tarde. Porém, ele não conseguiu fazer a voz feminina, sendo dublado posteriormente por Paul Frees.

7. A dançarina Babette tentou ensina-los a andar como mulheres

Não conseguiu. Após uma semana, Lemmon a dispensou dizendo que não queria andar como uma mulher, e sim ser um homem tentando andar como uma mulher. (E de fato seus personagens são obrigados a se vestirem como mulheres de uma hora para outra. Faz muito sentido).

8. O ator George Raft passou um bom tempo ensinando Lemmon e Joe E. Brown a dançar tango

O que é bastante curioso, já que ele interpreta o mafioso Spats Colombo (inspirado em Al Capone).

9. Marilyn queria que o filme fosse feito em cores

Billy Wilder a convenceu que era impossível. Basicamente porque a maquiagem usada nos atores Curtis e Lemmon era em um tom verde para esconder a barba. E isso ficaria terrível em cores.

10. Orry-Kelly comentou com Marilyn que Tony Curtis tinha um bumbum mais bonito que o dela

B3MG2Y MARILYN MONROE US film actress in September 1958 while filming Some Like It Hot

Segundo Curtis, a atriz abriu a camisa, mostrou os seios para o figurinista e respondeu: “Sim, mas ele não tem peitos como estes”.

11. Foi preciso um esforço extra para tirar Tony Curtis do camarim pela primeira vez

Ele sentia-se envergonhado vestindo-se como Josephine. O ator era conhecido por seus papéis de galã. Jack Lemmon já não tinha esse problema, incorporando sua personagem e puxando Curtis de seu camarim.

12. Marilyn estaria grávida durante as filmagens

A atriz estaria grávida, mas acabou perdendo a criança pouco tempo depois. Em sua autobiografia, Tony Curtis falou que o filho seria dele, mas não há de fato provas disto, já que a atriz estava casada com Arthur Miller. Além disso, a declaração foi dada já no final da vida de Curtis, e obviamente Marilyn não tinha como rebater qualquer afirmação a seu respeito.

13. As filmagens duraram seis meses, dois a mais que o previsto

O motivo principal foram os atrasos e faltas de Marilyn Monroe, que também custaram meio milhão de dólares a mais.

14. A frase final do filme surgiu por acaso

Quando Billy e Diamond já estavam cansados e não conseguiam encontrar algo melhor para o final, Wilder exclamou:”Nobody is perfect!”. A frase ficou tão boa que eles resolveram usa-la no filme.

15. Marilyn não conseguia decorar suas falas

Por vezes eram precisos cerca de 40 a 50 tomadas para ela conseguir falar frases simples como “Eu sou Sugar” ou “Onde está meu bourbon?”. Segundo Lemmon, a única cena que conseguiram fazer numa única tomada foi a do trem, quando ela entra em seu dormitório. Neste vídeo, Jack Lemmon, conhecido por sua simpatia, fala como foi trabalhar ao seu lado.

16. Isso trazia problemas extras para Lemmon e Curtis

Eles não podiam errar, já que a tomada utilizada seria aquela em que Marilyn acertasse. Além disso, segundo Curtis, a atriz atrasava-se em média 2 a 3 horas todos os dias. E muitas vezes recusava-se a sair dos camarins até que se sentisse preparada.

17. Billy Wilder ficou tão irritado que não a chamou Marilyn para a festa de encerramento

Quando perguntado se faria outro filme com ela, respondeu: “Meu médico e meu psiquiatra dizem que sou muito velho e rico para ter que passar por isso novamente.” . Os dois cortaram relações durante um bom tempo, mas Marilyn se ofereceu para atuar em Irma la Douce. Billy preferiu escolher Shirley MacLaine.

18. Billy Wilder tinha sentimentos contraditórios com relação a Marilyn

Ele falaria posteriormente que não imaginava que seria tão difícil trabalhar com ela neste filme, já que no anterior não tinha havido muitos problemas. Ao longo dos anos, ele suavizaria sua visão sobre a experiência de trabalhar com a loura: “Não tive nenhum problema com Marilyn Monroe. Monroe é que tinha problemas com Monroe “.

19. Marilyn não vivia o melhor dos seus dias

A atriz tinha vários problemas: auto-estima, vício em medicamentos e um relacionamento de co-dependência com Paula Strasberg. Tudo isso contribuiu para seu comportamento durante as filmagens.

20. O filme foi censurado em vários locais

No Kansas, os censores explicaram que o cross-dressing era muito perturbador para a cidade. Além disso, a Legião Nacional da Decência (uma organização católica) condenou o filme por seu “conteúdo corrupto, promoção da homossexualidade, lésbicas e travestismo”. hehe

21. Apesar de censurado, o filme tornaria o maior sucesso daquele ano

Some Like It Hot foi eleita como a melhor comédia de todos os tempos pela revista Entertainment Weekly e a AFI ( American Film Institute).

Confira também:

60 Fotos Raras dos bastidores de Quanto Mais quente Melhor (1959)

Comente Aqui!