Melhores Filmes da Década de 60

23090

O cinema da década de 60 começava a sofrer grandes revoluções. Na Europa surge o realismo e com ele as cenas de nu começam a se popularizar, além de tornar os filmes mais dinâmicos. Na França, começa o movimento nouvelle vague, com os diretores François Truffaut e Jean luc-Goddard. O cinema americano clama por mudanças, e os musicais ainda sobrevivem naquela que seria sua última década de franco sucesso. As velhas gerações estão em pleno trabalho, com Alfred Hitchcock, Vittorio de Sica, mas surge uma nova geração que chega com gosto de gas: Francis Ford Coppola, Scorsese, Roman Polanski e Woody Allen. Vamos aos melhores filmes da década.

2001, uma Odisseia no Espaço (1968), de Stanley Kubrick

 

A Aventura (1960), de Michelangelo Antonioni

 

A Bela da Tarde (1967), de Luis Buñuel

 

A Doce Vida (1960), de Federico Fellini
Acossado (1960), de Jean-Luc Godard

 

A Primeira Noite de um Homem (1967), de Mike Nichols

 

A Ilha Nua (1960), de Kaneto Shindō

 

A fonte da donzela (1960), de Ingmar Bergman

 

Bonequinha de Luxo (1961), de Blake Edwards

 

Butch Cassidy e Sundance Kid (1969), de George Roy Hill

 

Doutor Jivago (1965), de David Lean

 

Duas Mulheres (1960), de Vittorio De Sica

 

Julgamento em Nuremberg (1961), de Stanley Kramer

 

Jules e Jim (1962), de François Truffaut

 

Fahrenheit 451 (1966), de François Truffaut

 

Matrimônio à Italiana (1964), de Vittorio De Sica

 

O Leopardo (1963), de Luchino Visconti

 

O Desprezo (1963), de Jean-Luc Godard

 

O Bebê de Rosemary (1968), de Roman Polanski

 

Mouchette (1967), de Robert Bresson

 

Ontem, Hoje e Amanhã (1963), de Vittorio De Sica

 

Oito e Meio (1963), de Federico Fellini

 

O Rolo Compressor e o Violinista (1961), de Andrei Tarkovsky

 

O Que Terá Acontecido a Baby Jane (1962), de Robert Aldrich

 

Persona (1966), de Ingmar Bergman

 

Psicose (1960), de Alfred Hitchcock

 

Repulsa ao Sexo (1961), de Roman Polanski

 

Rocco e Seus Irmãos (1960), de Luchino Visconti

 

Yojimbo (1961), de Akira Kurosawa

 

Quem Tem Medo de Virginia Woolf? (1966), de Mike Nichols

 

Comente Aqui!