Melhores Filmes de Diane Keaton

1211

Diane Keaton nasceu em Los Angeles em 5 de janeiro de 1946. Estudou Drama no Santa Ana College em Nova York e estreou na Broadway em 1968 com a peça Hair. Nesse mesmo ano atuou em “Play it Again, Sam”, de Woody Allen, com quem viria a formar uma dupla dentro e fora das telas.

A atriz traz em seu currículo filmes inesquecíveis e que já se tornaram grandes clássicos dos nossos tempos. Conhecida por seu grande talento, Diane é capaz de atuar magnificamente em comédias e dramas, tendo sido indicada ao Oscar quatro vezes e ganhado uma por Noivo Neurótico, Noiva Nervosa. Esses são alguns de seus melhores filmes:

Sonhos de um Sedutor (1972): Allan Felix (Woody Allen), um crítico de cinema que consome filmes ansiosamente e idolatra “Casablanca”, é abandonado por Nancy Felix (Susan Anspach), sua mulher, que quer o divórcio pois não agüenta mais a insegurança emocional dele. Incapaz de lidar com este momento conturbado da sua vida, Allan busca consolo nos filmes que ama enquanto imagina Humphrey Bogart (Jerry Lacy) lhe dando conselhos de como Allan deve lidar com as mulheres.
 O Dorminhoco (1973): Um clarinetista (Woody Allen) que foi congelado em 1973 é trazido de volta 200 anos depois por um grupo contrário ao poder vigente, que tenta derrubar o governo opressor. No entanto, ele quer conhecer este novo mundo mas as inúmeras modificações ocorridas nestes dois séculos o coloca em diversas confusões.
O Poderoso Chefão I (1972), O Poderoso Chefão II (1974) e O Poderoso Chefão III: Baseado na obra de Mario Puzo, os filmes narram a saga da família Corleone, desde a chegada nos Estados Unidos até o final de Michael Corleone. Com Al Pacino e Marlon Brando.
Noivo Neurótico, Noiva Nervosa (1977): Alvy Singer (Woody Allen), um humorista judeu e divorciado que faz análise há quinze anos, acaba se apaixonando por Annie Hall (Diane Keaton), uma cantora em início de carreira com uma cabeça um pouco complicada. Em um curto espaço de tempo eles estão morando juntos, mas depois de um certo período crises conjugais começam a se fazer sentir entre os dois.

 

Reds (1981) John Reed é um jornalista americano que parte para a Rússia para documentar a revolução. Retorna ao seu país como um revolucionario. Diane interpreta Louise Bryant, uma mulher que se torna uma ativista e ícone feminista.
A Era do Rádio (1987):No início da Segunda Guerra Mundial em Nova York, uma simples família judia tem seus sonhos inspirados nos programas de rádio da época. Em virtude de ainda não existir televisão, as famílias se reuniam ao redor do rádio e cada membro da família tinha seu programa preferido.
Presente de Grego (1987): J.C. Wiatt é uma mulher de negócios que tem que lidar com a maternidade de uma hora para outra.
O Clube das Desquitadas (1996): Após serem abandonadas por seus maridos, três mulheres se juntam para arquitetar uma vingança. Com Goldie Hawn e Bette Midler.
As Filhas de Marvin (1996): Lee e Bessie são duas irmãs que estão afastadas desde que o pai sofreu um derrame. Mas agora Bessie descobre estar com leucemia, e precisa de um transplante de medula óssea e talvez seu sobrinho possa ser um doador compatível. Com Meryl Streep e Leonardo Di Caprio.
Alguém tem que Ceder (2003): Harry Sanborn é um homem que gosta de se relacionar com mulheres bem mais jovens do que ele. O que ele não percebe é que já passou da idade para isso. Sua vida muda quando ele conhece a sua “sogra”, interpretada por Diane Keaton. Uma ótima comédia.

Confira também:

17 Curiosidades sobre Al Pacino!

Comente Aqui!