Melhores Filmes de Michael Curtiz

212

Tanto o ano quanto a data exata do nascimento de Manó Kertész Kaminer são incertas. O futuro diretor contava diversas histórias que nunca foram confirmadas. Dentre elas a de ter nascido em 24 de dezembro de 1886 em Budapeste, e que fugira de seu lar para integrar um grupo de circo ou que fez parte da seleção de esgrima. Mas parece que ele na verdade era um bom contador de histórias, e que na verdade ele teve uma vida tranquila e pacata antes de partir para a América em 1926. O que é certo mesmo é que ele iniciou sua vida artística com o nome de Mihály Kertész, no Teatro Nacional Húngaro, em 1912. Foi ator e depois começou a dirigir filmes. E foram cerca de 64 produções feitas na Dinamarca e Áustria.

Michael Curtiz, Ingrid Bergman e Hal B. Wallis

O diretor conseguiu escapar da Europa antes da ascensão do nazismo, mas teve vários membros de sua família mortos. Posteriormente, ele conseguiu resgatar sua mãe, graças a um acordo com Jack Warner que o ajudou a conseguir o visto de saída. Não conseguiu resgatar, porém,  sua irmã e o marido, que acabaram sendo enviados para o campo de concentração em Auschwitz.

Já nos Estados Unidos, adotou o nome Michael Curtiz, e iniciou uma carreira de intenso sucesso.  E no início foi um trabalho estafante. Segundo o diretor, no início chegava a dirigir cerca de seis ou sete filmes por ano. Uma das maiores dificuldades porém era a língua. E todo seu tempo livre (pouco, que fique claro), era investido no aprendizado da língua inglesa.

O diretor ao lado de Errol Flynn

Influenciando uma geração, foi responsável pela ascensão de estrelas como Doris Day, Olivia de Havilland, John Garfield e Bette Davis. Assim como Hithcock, Curtiz achava que os atores não eram grandes coisas. Costumava dizer que a atuação era apenas “50% um grande conjunto de truques. E que os outros 50% eram talento e habilidade. Mas que raramente alguns tinham.

Seu estilo incluía um movimento apurado da câmera, que poderia incluir tomadas extensas e ângulos bastante incomuns. Seu estilo foi usado em diversos gêneros desde o drama, passando por comédias, suspense, guerra e épicos. Curtiz foi também o responsável por popularizar os filmes de capa de espada e aventuras e também por dirigir um dos maiores filmes da história: Casablanca.

Dirigindo Casablanca

O diretor trabalharia durante 28 anos na Warner, dirigindo cerca de 86 filmes. Seu trabalho rendeu-lhe quatro indicações ao Oscar de Melhor Diretor, recebendo o prêmio apenas por Casablanca. Michael Curtiz morreu em 10 de abril de 1962, aos 75 anos. Curtiz foi casado três vezes e teve dois filhos. , mas estava morando sozinho em um pequeno apartamento.

Fiz uma relação de alguns de seus melhores filmes. Confira:

Capitão Blood (Captain Blood, 1935). Após ser acusado de traição, Peter Blood é vendido como um escravo. Mas logo escapa e se torna um pirata. Com Errol Flynn, Olivia de Havilland e Basil Rathbone.
Adversidade (Anthony Adverse, 1935): dirigido ao lado de Marvyn LeRoy, é uma adaptação do livro lançado em 1933. Traz no elenco Olivia de Havilland e Fredric March. Leia mais.
A Carga da Brigada Ligeira (The Charge of the Light Brigade, 1936): O major Geoffrey e o capitão Perry, seu irmão, estão em Chukoti, na Índia, com a 27a. cavalaria do exército britânico. Depois que o rajá Surat Khan massacra cada homem, mulher e criança do lugar e se alia aos russos, os britânicos juram vingança.
Mulher Marcada (Marked Woman, 1937): Mary Dwight é anfitriã de uma boate que pertence a um mafioso. Ela esconde o fato de sua irmã mais jovem, Betty. Porém, quando a pequena começa a se envolver com o mundo do crime, Mary se desespera. Uma das maiores performances de Bette Davis. Com Humphrey Bogart.
As Aventuras de Robin Hood (The Adventures of Robin Hood, 1938): Errol Flynn personificou Robin Hood neste que é considerado por muitos como um dos maiores filmes de aventura de todos os tempos. Com um elenco de peso, que inclui Olivia de Havilland e Basil Rathbone, recebeu dois Oscars nesse ano. O primeiro de melhor direção de arte e o segundo de melhor edição. Em 1995 foi declarado “culturalmente, historicamente ou esteticamente significativo” pela pela Biblioteca do Congresso dos Estados Unidos da América e selecionado para preservação pelo National Film Registry.
Anjos de cara suja (Angels with Dirty Faces, 1938): Apesar de terem tido a mesma origem, Rocky (James Cagney) e Jerry (Pat O’Brien) cresceram juntos no violento, o destino deles é bem diferente. Rocky foi preso ainda na infância e acabou se tornando um criminoso. Enquanto isso, Jerry se transformou em um padre que luta para que crianças não caiam no mesmo caminho do amigo.
O Gavião do Mar (The Sea Hawk , 1940). O pirata britânico Geoffrey Thorpe pretende saquear navios espanhóis. Mas em meio à aventura, acaba se apaixonando pela sobrinha do embaixador Don Jose Alvarez de Cordoba. Com Errol Flynn, Brenda Marshall, Claude Rains e Donald Crisp.
Casablanca (1942): Durante a guerra, um exilado americano encontra refúgio na cidade de Casablanca, e passa a dirigir uma casa noturna. Por forças do destino, ele reencontra uma antiga paixão, que agora está casada e precisa de ajuda para fugir dos nazistas. Com Claude Rains, Ingrid Bergman e Humphrey Bogart.
A Canção da Vitória (Yankee Doodle Dandy, 1942): Através de flashbacks,conhecemos a história de George M. Cohan (James Cagney), uma lenda da Broadway que estrelou mais de 30 peças de sucesso. James Cagney recebeu o único Oscar de sua carreira com esse filme.
Alma em Suplício (Mildred Pierce, 1945): Mildred é uma mulher lutadora que nem sempre tem seu trabalho reconhecido pela filha. Com Joan Crawford e Ann Blyth.
Caminho da Redenção (Flamingo Road, 1949): Ao perceber que Lane está envolvida com o xerife Fielding Carlisle (Zachary Scott), com quem ele tem ambições políticas, Titus começa uma séria perseguição à dançarina, fazendo com que ela seja demitida e tenha dificuldades de se manter na cidade, chegando mesmo a ser presa. Leia mais.
Natal Branco (White Christmas, 1954): O filme é uma ode ao compositor Irving Berlin. Com Bing Crosby. Leia mais.

cscs

Comente Aqui!