Pequenas curiosidades sobre Susan Hayward

724

Susan Hayward foi uma das atrizes mais brilhantes de Hollywood. Em sua homenagem, separamos algumas curiosidades sobre sua vida e carreira:

1. Ela fez o teste para atuar em E o Vento Levou

Como quase todas as jovens daquele ano, Susan também estava interessada em participar do maior filme em produção. E foi pensando em se tornar Scarlett O’Hara que ela partiu para Hollywood. Não ganhou o papel, mas conseguiu testes para outros filmes.

2. Susan foi indicada 5 vezes ao Oscar

Susan e David Niven, vencedores do Oscar de 1958

Ela foi indicada por Desespero (1947), Meu Maior Amor (1949), Meu Coração Canta (1952) e Eu Chorarei Amanhã (1955). Finalmente, em 1958 ganhou o Oscar por sua interpretação em Quero Viver!.

3. Seu nome verdadeiro era Edythe Marrenner

Foi o agente Max Arnow que mudou seu nome após Susan assinar um contrato com a Warner. A atriz posteriormente trabalhou na a Paramount Pictures, RKO, Universal, 20th Century Fox e MGM.

4. O término de seu primeiro casamento quase a leva ao suicídio

Susan Hayward, Jess Barker e seus filhos gêmeos

A atriz casou-se com Jess Baker em 1944 e tiveram dois filhos gêmeos. O casamento teve fim em 1954 após longas brigas no tribunal. Seu marido exigiu altas quantias de dinheiro e um carro para que finalmente lhe concedesse o divórcio.

5. Ela se tornou fazendeira!

Susan Hayward e Eaton Chalkley

Ninguém acreditava, mas Susan se tornou uma fazendeira após casar-se em 1957 com o fazendeiro e empresário Floyd Eaton Chalkley. Apesar de formarem um casal diferente da maioria em Hollywood, foram felizes. Eles passaram a morar em uma fazenda na Georgia e possuíam outras propriedades em outros Estados. Chalkley faleceu em 1966. Susan não conseguia mais morar na mesma casa sem ele e preferiu mudar-se para a Flórida.

4. A atriz cantou de verdade em Eu Chorarei Amanhã (1955)

Susan interpretou várias cantoras em seus filmes, mas em Eu Chorarei Amanhã (cinebiografia de Lillian Roth), ela cantou de verdade. Para o papel, a atriz estudou o estilo vocal, o tom e a maneira como a cantora se apresentava. E ela tinha uma voz ótima, viu? Dá uma olhadinha:

 

5. Há suspeitas que ela sofreu contaminação radioativa enquanto filmava Sangue de Bárbaros (1956)

Susan e John Wayne em Sangue de Bárbaros (1956)

Sangue de Bárbaros tem uma história bastante macabra em seus bastidores. Vários membros da equipe desenvolveram câncer após a produção do filme. Tudo isso aconteceu porque as filmagens foram realizadas perto de um local de testes nucleares em Utah. Segundo a People, até o final de 1980, 91 das 200 pessoas que trabalharam no filme de John Wayne desenvolveram a doença e 46 haviam morrido, incluindo John Wayne ,Pedro Armendáriz, Agnes Moorehead , John Hoyt e o diretor Dick Powell.

6. Sua personagem em Horas Perdidas (1963) tinha câncer no cérebro

O que é doloroso saber, já que 10 anos depois, a própria Susan foi diagnosticada com câncer no cérebro. A atriz faleceu em 14 de março de 1975, após sofrer uma convulsão em sua casa em Beverly Hills. Tinha 57 anos.

Seu último trabalho foi em Say Goodbye, Maggie Cole, um filme para TV gravado em 1972. Em 1974 ela fez sua última aparição no Oscar, apresentando o prêmio de Melhor Atriz. Estava bastante debilitada.

Comente Aqui!