Audrey Hepburn de A a Z

1024

Alcunha: Audrey Kathleen Ruston, filha de Joseph Anthony Ruston (banqueiro) e Ella van Heemstra.

Bruxelas: cidade onde nasceu na Bélgica, em 4 de maio de 1929.

Comunicação: Audrey dominava e falava fluentemente francês, italiano, inglês, neerlandês e espanhol.

Desejo: antes de dar a luz a Sean, seu primeiro filho, em 1960, Audrey sofreria diversos abortos. Seu maior desejo era ser mãe.

Audrey fazendo compras em 1961

Eliza Doolittle: a atriz foi duramente criticada por aceitar o papel da florista do musical My Fair Lady. A atriz foi dublada no cinema, no papel que originalmente foi interpretado com sucesso por Julie Andrews no teatro.

Audrey e Mel Ferrer: Mel Ferrer foi seu primeiro marido. Foram apresentados por Gregory Peck e tiveram um filho juntos, chamado Sean. Ficaram casados em 1954 a 1968.

Givenchy: seu estilista favorito.

Holly Golightly: Possivelmente seu papel mais lembrado, que estrelou em Bonequinha de Luxo. Com esse filme, ela recebeu a quarta indicação ao Oscar.

Italiano: o psiquiatra italiano Andrea Dotti, que conheceu em um iate, seria seu segundo marido. Os dois se casaram em 1969 e da relação nasceu Luca Dotti, em 1970. Se separaram em 1982.

James Hanson: os dois estavam noivos em 1952, mas Audrey desistiu do casamento. Ela dizia que quando estivesse casada, queria realmente se sentir uma mulher casada, e com ele isso não seria possível.

Kennedy: um ano após Marilyn Monroe cantar o famoso “Happy Birthday” para o presidente, Audrey também cantou para Kennedy. Esse acabou sendo o último aniversário comemorado por ele.

Linda: eleita pela revista People uma das 50 pessoas mais bonitas do mundo. Em 2010 foi eleita a mais bela de todas as atrizes.

Marie Lambert: Escola de Dança frequentada por ela após a Segunda Guerra. Sua professora insistiu que ela não tinha talento para ser bailarina. Ela passou a trabalhar como corista e modelo.

No teatro: Audrey estrelou Gigi. As críticas em geral não foram boas, mas serviu de alavanca para a carreira da atriz.

One Wild Oat (1951): Uma de suas primeiras aparições no cinema. Ela fazia uma participação como uma recepcionista de hotel.

Prêmios: é uma das poucas artistas que ganhou alguns dos principais prêmios de Hollywood: Tony, Oscar, Grammy e Emmy.

Queridos bichos: Audrey amava animais, e teve vários gatos e cachorros.

Recusado: devido aos traumas sofridos durante a guerra, Audrey recusou fazer o papel de Anne Frank, que lhe foi oferecido no cinema.

Segunda Guerra Mundial: Audrey e sua mãe se refugiaram na Holanda. Lá tiveram momentos de privações, chegando a passar fome. Muitos parentes seus foram mortos perto dela.

The Audrey Hepburn Story: filme biográfico lançado em 2000, trazendo a atriz Jennifer Love Hewitt no papel principal.

Roman Holiday

UNICEF: em 1987 a atriz se tornaria Embaixatriz da Unicef, viajando por países pobres e levando consolo a milhares de pessoas necessitadas.

Vitórias: Oscar por A Princesa e o Plebeu (1954), um Tony por Ondine (1954), um Grammy de melhor álbum de histórias para crianças (1993), Emmy de Melhor performance individual (1993), Bafta de Melhor atriz por Uma cruz à beira do abismo (1960) e A Princesa e o plebeu (1954), Globo de Ouro de Atriz favorita (1955) e Melhor Atriz (1954).

William Wyler: diretor a lhe dar uma chance, no filme de estréia “A Princesa e o Plebeu”. Ela atuou ao lado de Gregory Peck. Ela acabou ganhando o Oscar de Melhor Atriz.

X: segundo a crítica, seus melhores papéis foram a Princesa Ann em “A Princesa e o Plebeu”, Holly Golightly em “Bonequinha de Luxo” e Eliza Doolittle em “My fair lady”.

Y: Seus filhos continuam sua obra, com a Fundação Audrey Hepburn, em Nova York, organização não governamental que continua o serviço da atriz e cuida de crianças mais necessitadas do mundo.

Z: no outono de 1992, após sentir fortes dores abdominais, foi diagnosticada com um raro câncer conhecido como pseudomixoma peritoneal. Faleceu em 20 de janeiro de 1993, após um curto período de tratamento.

Comente Aqui!