Maiores Astros do Cinema Francês Clássico

20764

O cinema francês é considerado um dos melhores do mundo. Foi lá que surgiu o cinema em 1895, com os Irmãos Lumière. De lá para cá eles se desenvolveram e muitos dos filmes realizados na França são considerados marcos relevantes. Dentre as escolas de destaque estão a nouvelle vague, surgida a partir da década de 50. Eles também exportaram atores, que partiram para fazer carreira em outros países. Vamos aos astros de maior destaque.

Gerard Philipe (1922 – 1959): O ator francês foi um dos mais famosos de seu tempo e fazia sucesso também no teatro.



Charles Boyer (1899 – 1978): o ator também era cantor e iniciou a carreira na França, seguindo para os Estados Unidos, onde teve uma carreira sólida.

Catherine Deneuve (1943): Considerada uma das atrizes mais belas e elegantes do cinema francês. Seu filme mais famoso é A Bela da Tarde.

Françoise Dorléac (1942 – 1967): irmã de Catherine Deneuve, a atriz morreu precocemente em um acide de carro, mas em sua curta carreira trabalhou com cineastas famosos como François Truffaut, Roman Polanski e René Clair, dentre outros.

François Truffaut (1932 – 1984): iniciou a carreira como crítico de cinema, e seguiu como ator e diretor, sendo um dos principais da nouvelle vague.

Michèle Mercier (1939): a atriz é mais conhecida por seus papéis na série de filmes Angelique, mas também trabalhou com François Truffaut , Jean-Pierre Melville , Jacques Deray e Dino Risi.

Gérard Depardieu (1948): trabalhou no teatro antes de chegar para uma carreira sólida no cinema, estreando em Le Beatnik et le Minet (1965). É considerado um dos melhores atores da França.
Brigitte Bardot (1934): atriz e ativista, é a atriz mais reconhecida da França, tendo sido o maior símbolo sexual da década de 60.

Isabelle Adjani (1955): indicada duas vezes ao Oscar, foi premiada cinco vezes no César. Dentre seus papéis mais marcanes está Camille Claudel e A Rainha Margot.

Jean Dujardin (1972): considerado um dos atores mais belos do cinema atual. Premiado ator francês, mais conhecido pelo seu papel como George Valentin em The Artist, pelo qual ganhou o Oscar de Melhor Ator. Ele é o primeiro ator francês a ganhar o Oscar de Melhor Ator.
Jean Gabin (1904 – 1976):  é considerado um dos atores mais famosos da França, tendo iniciado a carreira em 1931.
Anouk Aimée (1932): a premiada atriz começou no cinema aos 14 anos e ganhou diversos prêmios, dentre eles o de melhor atriz no festival de Cannes de 1980.

Jean-Paul Belmondo (1933): É filho do famoso escultor parisiense Paul Belmondo e da dançarina Madeleine Belmondo. É também conhecido como Bébel.
Juliette Binoche (1964): a atriz divide-se entre o amor pelos palcos e pelas telas, tendo vários prêmios por sua atuação, o mais recente é o de melhor atriz de Cannes em 2010.

Lino Ventura (1919 – 1987): apesar de nascer na Itália, partiu ainda criança para a França e lá estabeleceu-se. Foi campeão de luta livre antes de entrar para o cinema.

Capucine (1928 – 1990): atriz e modelo, cursou a Escola de Belas Artes e estreou no cinema em Eterna Ilusão. O sucesso mundial veio de 1963 com A Pantera Cor-de-Rosa, de Blake Edwards.

Louis Jourdan (1921 – 2015): Fez sucesso no cinema norte americano, trabalhando em grandes produções, como em “The Paradine Case” (1947), “Letter from an Unknown Woman” (1948), Gigi (1958), The Best of Everything (1959), dentre outros.

Leslie Caron (1931): reconhecida pelos musicais em que participou na década de 50. Trabalhou dentre outros em Lili e Sinfonia em Paris, seus maiores sucessos.

Marcel Dalio (1899 – 1983): o ator teve papéis importantes em dois filmes importantes de Jean Renoir,Grand Illusion e as Regras do Jogo.

Danielle Darrieux (1917): Atriz e cantora, atuou em mais de 110 filmes desde a estréia em 1931.  Ela é uma das grandes estrelas do cinema da França e sua carreira de oito décadas está entre as mais longas da história do cinema.
Maurice Chevalier (1888–1972): Maurice Chevalier foi um ator, cantor e humorista francês. Chevalier compôs muitas músicas famosas como “Louise”, “Mimi”, e “Valentine.”

Sophie Marceau (1966): Atriz, roteirista e cineasta alcançou popularidade ainda na adolescência com o filme La Boum.
Alain Delon (1935): considerado um dos homens mais lindos do cinema, teve como seu primeiro grande sucesso foi O Sol por Testemunha, de 1959.

Marion Cotillard (1975): ganhadora do Oscar por Piaf, é uma atriz reconhecida internacionalmente e a atriz francesa mais bancável do século XXI de acordo com o site PureMedias.
Daniel Gélin (1921–2002): além de ator foi diretor e roteirista. Ele ganhou seu primeiro papel principal em Rendez-vous de Juillet (1949). A partir desse momento, ele passou a aparecer em mais de 150 filmes.

Laetitia Casta (1978): atriz e modelo internacional, estreou no cinema em Astérix e Obélix contra César, com Gerard Depardieu.
Fernand Ledoux (1897–1993): com uma longa carreira no teatro, é conhecido por seu trabalho em A Besta Humana (1938), O Mais Longo dos Dias (1962) e Mãos Vermelhas (1943).

Audrey Tautou (1976): ficou mundialmente conhecida com O fabuloso destino de Amélie Poulain. Na França já era reconhecida por sua atuação em Vénus beauté, seu primeiro longa-metragem.

Jean-Pierre Léaud  (1944): sua carreira iniciou com a nouvelle vague, sendo considerado um dos musos do movimento. Dividiu-se durante um bom tempo entre filmes de François Truffaut e Godard.

Dominique Sanda: (1964): Iniciou a carreira como modelo e foi convidada por Robert Bresson para trabalhar em Une Femme douce, de 1969.

Jean-Louis Trintignant  (1930): o premiado ator, é creditado em mais de 140 filmes. Além de ator é roteirista e diretor e tem desfrutado de fama internacional. Ele ganhou o prêmio de Melhor Ator no Festival de Cinema de Cannes de 1969 , bem como o César de 2013.


Anna Karina: (1940): musa da nouvelle vague na verdade nasceu na Dinamarca. Começou a carreira como modelo. Ao conhecer Jean-Luc Godard, se tornou uma conhecida atriz.

Jean-Pierre Cassel (1932 – 2007): sua carreira decolou quando aceitou o convite de Gene Kelly para que atuasse em The Happy Road, de 1957. É creditado em mais de 206 filmes.

Claudette Colbert (1903 – 1996): apesar de conhecida na América, a atriz nasceu na França e iniciou a carreira já nos Estados Unidos na década de 20, se tornando uma das mais bem pagas artistas do cinema na época.

Lambert Wilson (1958): Ele é conhecido internacionalmente por sua interpretação de O Merovingian em Matrix Reloaded e Matrix Revolutions, mas tem uma carreira de enorme sucesso na França.

Simone Simon (1910 – 2005):  nasceu na França, mas passou boa parte de sua infância em Madagascar. Seu maior sucesso foi em Sangue de Pantera, de Jacques Tourneur.

Michel Piccoli (1925): Nascido em família de músicos, passou os primeiros 15 anos de sua carreira em papéis coadjuvantes. Sua descoberta veio depois de atuae rm O Desprezo, de Jean-Luc Godard. Apareceu em mais de 150 filmes.

Simone Signoret (1921 – 1985): Considerada uma das melhores atrizes do cinema francês, iniciou a carreira na década de 40. Recebeu um Oscar por Room at the Top, também recebendo o prêmio de Melhor ariz em Cannes.
Vincent Cassel (1966): Um dos filmes mais importantes da sua carreira é La Haine de Mathieu Kassovitz, além de Irréversible (2002). O ator fala também inglês e português.

Jeanne Moreau (1928): atriz e cantora, teve formação clássica e passou pela Comédie-Française e pelo Teatro Nacional Popular. É uma das musas de François Truffaut.
Yves Montand (1921–1991): o ator nasceu na Itália mas foi na França que ele começou a fazer sucesso. Sua carreira se estendeu para os Estados Unidos, onde atou ao lado da bela Marilyn Monroe. Dentre seus filmes de maior destaque, inclui-se A Vingança de Manon (1986).

Isabelle Huppert (1953): Sua extensa filmografia é marcada por interpretações inesquecíveis e colaborações com grandes diretores. Recebeu em 1996 o César de Melhor ariz por Mulheres Diabólicas.
Jean Rochefort (1930): o ator manifestou interesse em atuar no início da vida. Estudou no Conservatório de Paris, mas teve de interromper seus estudos devido ao serviço militar. Antes do cinema trabalhou também no teatro.

Emmanuelle Béart (1963):  Filha do poeta Guy Béart e de Geneviève Galéa. Trabalhou com grandes diretores de cinema como François Ozon, Ettore Scola e Claude Chabrol.
Charles Aznavour (1924): De origem armênia, ele também se destaca na música e é compositor. Um dos cantores mais famosos fora da França. Apareceu em mais de 60 filmes.

Michèle Morgan (1920): de rosto marcante, foi uma das mais populares atrizes do cinema francês durante as cinco décadas em que trabalhou. Por ter um rosto fascinante e enigmático, chegou a ser comparada com Greta Garbo.
Charlotte Gainsbourg (1971): a atriz é filha de Serge Gainsbourg e um dos maiores destaques do cinema francês atual.

Arletty (1898–1992): atriz, cantora e modelo, seus filmes mais importantes foram filmados e dirigidos por Marcel Carné: Hotel du Nord e Les Enfants du Paradis.
Fanny Ardant (1949): atriz de teatro e cinema, abandonou Ciências políticas para se dedicar à carreira artística. Em 1981, alcança fama internacional com A mulher ao lado, dirigida por Truffaut e atuando ao lado de Gérard Depardieu.

Geneviève Page (1927): sua carreira durou mais de 50 anos após a estréia em Pas de pitié pour les femmes (1951). Atuou em filmes franceses, italianos, britânicos e americanos.
Hervé Villechaize (1943–1993): Seu papel no cinema mais famoso foi no filme de James Bond em 007 Contra o Homem com a Pistola de Ouro, mas o mais inesquecível de todos foi na série Ilha da Fantasia.

Jacques Bergerac (1927–2014): ator de Gigi, Les Girls e Fúri de Aquils, mais tarde se tornou executivo da Revlon.

Jean-Louis Barrault (1910–1994): o celebrado ator, diretor e produtor também era um dos maiores mímicos do país e trabalhou também no teatro.

Julie Depardieu (1973): filha de Gerard, estudou filosofia antes de iniciar no cinema. Seu primeiro filme foi ao lado do pai em “Coronel Chabert – Amor e Mentiras”, de 1994.
Musidora (1889 – 1957): atriz, cineasta e escritora, ficou conhecida por sua atuação nos filmes mudos e na série Les Vampires como Irma Vep.
Jean-Pierre Aumont (1911–2001):  estudou no Conservatório de Paris, interrompendo a carreira por causa da guerra. Participou de 158 filmes e teve uma carreira longa, terminando em 1996, com O Regresso. Dentre seus filmes de maior sucesso estão A Noite Americana e Lili.

Marcel Marceau (1923–2007): o legendário mímico participou de 18 filmes, onde seu talento era explorado. Ganhou m Primetime Emmy.

Colette Régis (1893 – 1978): a atriz era Especializado em trabalhos de mulheres autoritárias e rabugentas e excêntricas.
Emmanuelle Riva (1927): conhecida como uma das musas da nouvelle vague, seus filmes mais famosos são Hiroshima mon amour, Léon Morin, prêtre, Thérèse Desqueyroux e Amour.
Maurice Ronet (1927–1983): ator e diretor, Foi um dos atores favoritos dos diretores de um dos movimentos renovadores do cinema do pós-guerra, a chamada nouvelle vague.

Serge Gainsbourg (1928 – 1991): com maior destaque na música, escreveu canções para diversos intérpretes, dentre os quais destacam-se Juliette Gréco, Françoise Hardy, France Gall, Brigitte Bardot, Jacques Dutronc, Catherine Deneuve. Também foi ator e cineasta. Contudo, seu maior personagem era ele mesmo.

Maria Schneider (1952 – 2011): seu papel mais conhecido é no filme O Últio tango em Paris. Ela estreou em Les Femmes, 1969.

 

Comente Aqui!