Alguns fatos sobre Greta Garbo

598

Quando vejo algum filme sempre fico curiosa para saber como viviam as pessoas por trás dos personagens. Assim, sempre vou em busca de curiosidades, sobre a biografia e detalhes sobre sua vida e obra. Dessa vez vou falar algumas curiosidades sobre Greta Garbo, imensamente conhecida pela sua vida discreta e aposentaria repentina. As pessoas especulam mas talvez ela fosse apenas uma garota que ganhou o suficiente para fazer o que quiser, até sozinha, se quisesse. Vamos a pequenas curiosidades:

1. Seu apelido de infância era Katha (pronuncia-se Kêta) e seu nome completo era Greta Lovisa Gustafson. Ela tinha mais dois irmãos: Karl e Alva, todos mais velhos que ela.

2. Sua família era bastante pobre e Greta juntava o pouco dinheiro que recebia para ir ao teatro onde poderia passar o dia, se assim pudesse.

3. Aos 14 anos  foi forçada a trabalhar em uma barbearia, pois seu pai havia falecido e a família passava necessidades. Logo ela passou para uma loja de chapéus. E foi fazendo alguns  filmes publicitários  que a futura atriz foi chamada para fazer um teste no cinema. Abaixo alguns filmes que ela participou aos 15 anos de idade:

 

4. Após participar de uns curtas chamou a atenção do diretor Mauritz Stiller, que a levou para o cinema dirigindo-a em The Saga of Gosta Berling (1924). Este filme foi fundamental para sua carreira, já que após assisti-la, Louis B. Mayer decidiu leva-la para a América.

1925: Chegando com Stiller em Los Angeles (Photo by John Kobal Foundation/Getty Images)

5. Greta não sabia falar nada em inglês e foi necessário um professor particular para que ela pudesse se comunicar. Como os filmes ainda eram mudos, isso não era um empecilho, mas era necessário para as comunicações em geral. Ela aprendeu muito bem a língua, mas jamais perdeu o sotaque sueco. Sua imagem também foi totalmente reformulada: seu rosto foi praticamente refeito e ela forçada a emagrecer.

6. Sua estréia nos filmes americanos foi em Laranjais em Flor (Torrent, 1926), dirigido por Monta Bell e tendo Ricardo Cortez como companheiro de tela.

Greta Garbo e Ricardo Cortez em Torrent (1926)

7. Enquanto filmava Terra de Todos (The Temptress, 1926), soube da morte de sua irmã. Mesmo assim não foi liberada das filmagens. Isso fez crescer nela uma grande mágoa sobre os estúdios e o cinema.

Sua irmã Alva (1902 – 1926). Fonte: http://www.garboforever.com

8. Greta Garbo se transformou na maior estrela da MGM, mas com a chegada do cinema falado, todos ficaram em pânico, já que ela mantinha um forte sotaque. Com muito medo, lançaram seu primeiro filme falado apenas em 1930: Anna Christie. Para surpresa de todos, esse foi o quinto filme mais popular daquele ano e também rendeu a Greta uma indicação ao Oscar.

Greta Garbo e Clarence Brown em Anna Christie (1930)

9. Já que o público aprovou, a MGM fez uma nova versão de Anna Karenina em 1935, tendo como co-protagonista Fredric March. A primeira, muda, havia sido lançada em 1927 e teve o título de “Love”, para enfatizar bem o romance entre Greta e o ator John Gilbert. Abaixo a foto das duas versões:

Greta Garbo w John Gilbert em Love (1927)
Greta Garbo e Fredric March em Anna Karenina (1935)

10. Greta Garbo sempre afirmou que seu filme favorito foi A Dama das Camélias (Camille, 1936), onde ela contracenou ao lado de Robert Taylor. Ela até levou uma luvinha de lembrança.

Filmagens de Camille (1936)

11. Greta abandonou as telas aos 36 anos, no auge da carreira. Seu último filme foi Duas Vezes Meu (Two-Faced Woman, 1941), onde ela aparece ao lado de Melvyn Douglas. Não é um dos melhores filmes dela (opinião minha, viu, gente?)

A despedida das telas

12. A partir de então afastou-se completamente da vida pública, evitando fãs ou qualquer coisa que lembrasse o cinema. Também não dava entrevistas, e viajava constantemente com seus amigos para aproveitar a vida e também ir em busca de objetos colecionáveis. Ela nem mesmo foi receber o Oscar especial que a Academia de Artes e Ciências Cinematográficas lhe deu em 1955.

Greta Garbo by Cecil Beaton, New York, 1946

 

13. Ela passou seus últimos anos no mesmo endereço: East Side, rua 52, nº 450, em Nova York. Para quem se interessar, o imóvel está à venda por US$ 5,95 milhões segundo este site. No site tem umas fotos do apartamento.

 

Comente Aqui!