Jane Asher a atriz que serviu de inspiração para os Beatles

3740

Jane Asher é uma atriz britânica que se tornou uma fonte de inspiração para várias músicas dos Beatles. Afinal, namorou com Paul McCartney na década de 60.

Jane Asher nasceu em 5 de abril de 1946 em Londres. Era a terceira dos filhos de Richard Alan John e Margaret Asher, uma professora de música. Sua irmã Clare chegou a ser atriz de rádio, mas acabou trabalhando numa escola. Seu irmão Peter, porém, seguiu carreira como produtor de discos. Asher teve sua estreia nas telas como atriz mirim, em Mandy (1952).

Ela atuou como atriz infantil em alguns filmes e séries, e no final da década de 50 passou a fazer aparições em filmes e séries para a tv. A mais famosa foi The Adventures of Robin Hood, que ficou no ar entre 1956 e 1958.

Jane seguiu uma carreira sólida durante todas as décadas seguintes, e continua na ativa. Tendo participado de cerca de 104 trabalhos entre tv, cinema e teatro. Além de atriz, ela também se tornou uma escritora de sucesso, ao lançar vários livros, dos quais três se tornaram best-sellers: The Longing, The Question e Losing It. Asher também é empresária e ajuda em várias causas humanitárias.

Um Beatle em sua vida

Em 1963 os Beatles já eram uma febre em todo mundo. O grupo formado por quatro garotos de Liverpool viajavam o mundo e colecionavam idólatras, dinheiro e fama. E muitas, muitas garotas apaixonadas. Em 18 de abril deste mesmo ano, Jane conseguiu uma exclusiva com o grupo antes deles se apresentarem no Royal Albert Hall, de Londres.

Ela tinha 17 anos, e tirou também algumas fotos dos jovens que a conheciam da tv.

“Nós pensamos que ela era loira porque só a tínhamos visto na tv em preto e branco. Mas então percebemos que era ruiva. Eu consegui ficar com ela e nos tornamos namorados durante um bom tempo.” (Paul McCartney )

Como você pode imaginar, namorar um beatle, e ainda mais um dos mais cobiçados não era tarefa fácil. Mas mesmo assim, poucos meses depois eles chegaram a dividir o mesmo teto durante um bom tempo, sem, contudo, chegarem a casar.

As músicas inspiradas em Jane Asher, a musa dos Beatles:

And I Love Her“, quinta faixa de A Hard Day’s Night e lançada em 1964. Embora a música tenha sido escrita essencialmente por Paul, John Lennon também contribuiu em alguns versos. É uma das mais conhecidas do grupo:

You Won’t See Me“, do álbum Rubber Soul foi escrita só por Paul embora Lennon apareça nos créditos. Ela foi fruto de uma crise no relacionamento do casal, já que se tornava cada vez mais difícil para Jane aceitar o distanciamento do namorado. Foi gravada em 1965:

 

I’m Looking Through You“, como a anterior, também fez parte do álbum Rubber Soul. Dá para perceber que as coisas não andavam nada bem entre os dois, afinal, a letra fala sobre mudanças no relacionamento e como o amor pode desaparecer de repente. Tenso.  Aqui, mais uma vez, a letra foi escrita totalmente por Paul, mas Lennon também consta como um dos compositores:

We Can Work It Out” foi gravada em 1968 e dava para perceber o quanto uma DR (Discussão de relacionamento) podia render bons frutos. Nesta, Lennon tem uma contribuição meio a meio, fazendo várias interferências sobre a ideia inicial de Paul:

 

Em 1967 Jane e Paul anunciaram o noivado. Isso causou uma grande comoção nas fãs que tinham a ilusão de casar-se com Paul. Aparentemente uma delas conseguiu, e Jane flagrou o cantor com Francie Schwartz na cama. Francie se tornou escritora, e embora não tenha conseguido namorar Paul, escreveu sobre a experiência em sua autobiografia, “Body Count”.

Jane a Asher romperam em 1968

Em 1968 Paul e Jane anunciavam assim o término do noivado após a atriz retirar todos os seus pertences da casa do beatle. Muitos ficaram chocados. A jovem afirmou na época que a traição foi apenas um dos motivos para a separação, já que os dois há tempos estavam com o relacionamento bem desgastado.

Dentre alguns dos problemas apontados estaria a insistência dele para que ela abandonasse a carreira e se dedicasse inteiramente a ele. Outro problema teria sido o  vício em LSD que Paul tinha na época e sua intensa amizade com John Lennon. Aparentemente ele estava muito mudado no período. Os dois chegaram a se reencontrar várias vezes após o término, mas não sei se ainda tem contato um com outro, pois cada um seguiu seu caminho.

Jane em foto mais recente

Paul McCartney 

Paul casou-se três vezes: com Linda McCartney (1969 a 1998), Heather Mills (de 2002 a 2008) e Nancy Shevell (com quem está casado desde 2011).

Já Jane casou-se em 1971 com o cartunista Gerard Scarfe. Com ele teve três filhos: Katie Scarfe (1974), Alex Scarfe (1981) e Rory (1984). Os dois permanecem juntos até hoje.

 

Comente Aqui!