Morre Bibi Andersson, uma das musas de Ingmar Bergman

844

Morreu aos 83 anos de idade Bibi Ansersson. A atriz ficou conhecida por atuar em vários filmes de Ingmar Bergman, dentre eles O Sétimo Selo e Quando Duas Mulheres Pecam.

A informação veio de sua amiga, a artista Chistina Olofson. Bibi havia sofrido um derrame cerebral em 2009 e estava internada desde o fato.

Berit Elisabeth Andersson nasceu em Estocolmo em 11 de novembro de 1935. Sua família não tinha ligações com as artes, seu pai era comerciante e sua mãe assistente social. Após terminar seus estudos, Bibi entrou para o Royal Dramatic Theatre, local frequentado por Greta Garbo Ingrid Bergman e Max Von Sydow.

Aos 18 anos ela foi chamada por Ingmar Bergman para participar de um comercial de sabão. Sim, o famoso diretor chegou a fazer alguns comerciais antes de alcançar fama internacional.

E assim começava uma parceria duradoura. Bibi estreou no cinema em 1951, mas só começou a ser creditada alguns anos depois, em Dum-Bom (1953). A atriz atuou em 15 produções de Ingmar Bergman entre 1958 e 1973.

Mas sua carreira não se resumia apenas a Bergman. Bibi trabalhou ao lado de diretores como Vilgot Sjöman, John Huston e Robert Atman, recebendo nomeações por suas participações em Syskonbädd 1782 (1966), de Vilgot Sjöman e foi premiada pelas atuações em o Limiar da Vida (1958) e A Amante Sueca (1962). Vale lembrar que foram ao todo mais de 90 participações em filmes, telefilmes e séries.

Mas de fato não há como negar que foi por causa da influência de sua atuação em Persona que ela passou a ser mais reconhecida e começou a receber mais convites de trabalho. Paralelo às telas, Bibi desenvolveu uma carreira tímida nos teatros, atuando em algumas peças e chegando a dirigir espetáculos na década de 90. Com a chegada dos novos tempos, a atriz passou também a atuar na TV, em séries e telefilmes.

A atriz teve um relacionamento com Gösta Terserus quando ele tinha por volta de 48 anos e ela 17. Segundo dados do IMDB o relacionamento teria acabado após um aborto. Não há maiores detalhes sobre o assunto, talvez na autobiografia lançada pela atriz em 1996: Ett ögonblick (tradução livre: Um Momento).

Bibi Andersson, Liv Ullmann e Ingmar Bergman nos sets de PERSONA , 1966

Ela casou-se três vezes: com Kjell Grede (1960 – 1973) , Per Ahlmark (1979 – 1981) e Gabriel Mora Baeza, com quem permanece casada até hoje. Com Kjell ela teve sua única filha, Jenny.

Sua vida particular sempre foi muito discreta. Pouco temos informações, a não ser que em 2009 a atriz infelizmente sofreu um AVC e desde então não mais falava ou andava. Ela permaneceu em um hospital em Estocolmo sendo bem cuidada pela equipe do hospital e visitada pela sua família. Faleceu no dia 14 de abril de 2019.

Comente Aqui!