TODOS OS ANIVERSÁRIOS DE JUDY GARLAND

643
Judy Garland em O Mágico de Oz

Texto escrito por Ariadne Rodrigues
* Atualizado em 09/06/2019

Falar em JUDY GARLAND é falar de um mito, de uma atriz e cantora incomparável e um ser humano incrível. Judy tinha o poder cativar e conquistar as pessoas, aquele “algo a mais”, que ultrapassa todos os limites do simples talento. Sua voz, alegria e habilidade eram incomensuráveis. Foi uma das vozes mais potentes já conhecidas, que se deixou revelar da forma mais natural possível, ao subir em um palco aos dois anos de idade, sem de lá querer mais sair.

Nem o público a deixou mais parar, por toda sua vida ficou diante de sua plateia, aonde por vezes se mostrava mais confortável do que em sua própria casa. A pequena Frances, nome de batismo, transformou-se em uma atração fixa no teatro. Precoce, ainda bebê, mas desde pequena com um foco, uma determinação. Seus sonhos se tornaram realidade com o passar dos anos. Judy era uma garotinha de voz melosa, com o poder de mexer com todos por dentro. Uma mulher o qual deixa seu coração transparecer de forma honesta em suas canções e que deixou todo seu amor guiar sua vida. Amor à música, à arte, à dança, aos seus filhos e, claro, ao seu público.

Ela tem o poder de encantar, emocionar e abraçar todos em uma canção ou em um de seus filmes, uma empatia, uma reciproca com todos os seus fãs. Assim ela ganha seu público e todos que a conhecem. Alguns relatos de fãs e conhecidos surpreendem, como o do ator Jackie Cooper, “você precisa entender que exceto homicídio, eu faria qualquer coisa por Judy.”

Judy Garland

Judy sabia por carga emocional na medida certa em uma cena de um filme ou em uma canção, transmitir sentimentos. Como Ann Miller descreve, “nunca vai existir outra Judy Garland. Ela era única. Quando Judy cantava, ela tinha o poder de te fazer sentir uma grande tristeza ou uma imensa felicidade”. Judy era brilhante em termo de atuação em musicais, romances e dramas. Uma artista completa, além de perfeccionista e dedicada. Nas palavras de Bing Crosby, “a mulher mais talentosa que já conheci foi Judy Garland.

Ela era uma grande comediante e podia fazer mais coisas do que qualquer outra garota que conheci. Atuar, cantar, dançar, fazer você rir.” Garland é sinônimo de riso. E como ela gostava de rir! Garland disse em diferentes entrevistas que nasceu para entreter e tentar fazer as pessoas esquecerem um pouco seus problemas pessoais. Judy tinha o dom de dar boas risadas e era contagiante. Não há quem não consiga rir com a Judy por perto, mesmo que na televisão ao assistir o “The Judy Garland Show”. Uma pessoa com uma força inacreditável. Esta é a Judy, é a nossa Judy!

Hoje, 10 de junho, Judy completa seus 97 anos em nossos corações. Como presente de aniversário a você leitor, o Blah te convida a participar de todos os aniversários de Judy Garland, com uma parada em cada 10 de junho. Nos próximos parágrafos você será o convidado especial de Judy em suas festinhas quando criança, nas festas oferecidas à ela pela MGM e nos aniversários nos sets de filmagens. Aperte o cinto ao pegar uma carona com Judy em seu primeiro carro aos 18 anos, pois você terá grandes viagens a fazer em meio a suas turnês, assim como uma louca viagem de trêm em um dia azarado em Chicago em 1967. Por fim, vamos cantar com Judy para um gato que estava doente. Curioso? Preparado? Então acompanhe abaixo os 47 aniversários vividos por Judy Garland e não esqueça do presente!

Curiosidades sobre Judy Garland:

Seu nome de batismo é Frances Ethel Gumm. Frances nasceu às 5:30 da manhã do dia 10 de junho de 1922. Quem trouxe a pequena Frances ao mundo foi o Dr. H.E. Binet, no Itasca Hospital, em Grand Rapids. Frances pesava 7 pounds, o que equivale a 3.175 1. Na certidão de nascimento de Frances aparece sua mãe, Ethel, como dona de casa e seu pai, Frank, como gerente de um cinema.

“Baby Gumm”, uma criança destinada ao sucesso

No dia 19 de julho de 1922, às 10h da manhã, Frances Gumm foi batizada na igreja Episcopal pelo reitor Robert Arthur Cowling. Seu padrinho foi Ted Toren e suas madrinhas foram Jenny Toren e Arnold Wickman.

Os 47 aniversários de Judy Garland

JUDY já nasceu ocupando lugar de destaque. Por seu pai ser conhecido na pequena cidade por suas atrações no cinema, o nascimento da pequena Frances apareceu na edição do jornal local de Grand Rapids, chamado The Herald-Review, no dia 19 de julho de 1922. Foi a primeira vez que o nome de Garland apareceu em um jornal.

Certidão de nascimento de Frances Ethel Gumm. Foto: reprodução

Quando criança os aniversários de Judy eram comemorados através de festas de aniversários que Ethel fazia em casa, convidando crianças próximas e conhecidas de Judy. Judy era uma criança quieta e pensativa, não se enturmava muito com as demais crianças, mas os pequenos gostavam de suas festas, as quais tinham muitos doces, bolo e refrigerante.

Judy ganhava muitos presentes e por vezes estas suas festas de aniversário saíam no jornal local, em pequenas notas em coluna social. No seu aniversário de seis anos, por exemplo, Frances ganhou uma festa de com 30 crianças convidadas, a qual ganhou nota no jornal Leadger Gazette. O ano era 1928.

No dia 10 de junho de 1930, o oitavo aniversário de Frances foi celebrado na escola a qual estudava, Lancaster High School, aonde a garotinha recebeu muitos presentes dos coleguinhas de turma. Já em 1931, em seu aniversário de nove anos, Judy comemorou em casa, com uma das festinhas que sua mãe costumava fazer. Em 1932 não há relatos de onde Frances estava, apenas que quatro dias depois a pequena estava seguindo em uma turnê com suas irmãs, na qual se apresentariam em 12 teatros.

Em 1933, décimo primeiro aniversário de Frances, as “The Gumm Sisters” se apresentaram na The Scions Annual Spring Dance and Frolic, em West Lake, California, por isso o aniversário de Frances foi comemorado fora de casa.

The Gumm Sisters, 1930’s

Durante junho de 1934, Frances também estava em turnê com as “The Gumm Sisters” durante o seu aniversário. Em 1935 Frances mudou seu nome para Judy e passou seu aniversario em turnê na California com as então chamadas “The Garland Sisters”. Cinco dias antes do seu aniversario, Judy ainda recebeu uma boa critica na Variety, que falou sobre a apresenta;ao das meninas no Paramount Theater.

Segundo a revista, a apresentação “(…) pareceu ter a força concentrada na pequena Frances, o mais novo membro da família. As garotas faziam apenas alguns números harmônicos, deixando o resto da performance para a pequena irmã, que sem dúvida é talentosa (…)”.

Em 1936 as gravações de Judy para Decca estavam a todo vapor. Dois dias depois do seu aniversário (12), gravou “Stompin’ At The Savoy” e “Swing, Mr. Charlie”.

Já em 1937, Judy estava em meio a gravações de “Broadway Melody of 1938”, mas entre os dias 9 e 14 não foi chamada pelo estúdio, o que a permitiu passar o aniversário em casa.

Bonita Granville, Judy Garland, Tommy Kelley e Sybil Jason em festa , 1930’s

Em 1938 Judy gravava “Love Finds Andy Hardy”, mas toda equipe parou as gravações no dia 10, a fim de comemorar seu aniversário. Judy foi surpreendida com por faixa no set de filmagem, na qual estava escrito “Happy Birthday Judy Garland”.

Uma placa indicava que o set estava fechado e que não haveria gravações naquele dia. Judy passou seu aniversário ao lado de Mickey Rooney, Lana Turner, Ann Rutherford, June Preisser, Jackie Cooper e outros. A comemoração dos 16 anos de Judy foi realizada em uma grande uma festa na casa de L.B. Mayer em Santa Monica.

Na ocasião Judy e demais jovens atores aproveitaram o dia na piscina do magnata do estúdio. Há vídeos e fotos de Judy na piscina com seus amigos e cortando o bolo, com direito a receber um beijo de Rooney no final. Gravações suspensas para se comemorar o aniversário da Judy em 1938.

Judy e seus amigos no seu aniversário de 16 anos.
Louis B. Mayer, Judy Garland, Mickey Rooney c. 1939

Em seu aniversário de 17 anos, em 1939, Judy tinha terminado de gravar “O Mágico de Oz” e estava em meio a gravações de “Sangue de Artista”, um de seus filmes com Mickey Rooney. Judy chegou no estudio às 10h da manhã e durante o dia Judy gravou as cenas do teatro que aparecem no filme. Foi liberada às 17h50min e comemorou seu aniversário em sua nova casa, ao lado de seus amigos Jackie Cooper, Mickey Rooney e outros.>

Judy recebe um beijo de Rooney nos seus 17 anos. Já Cooper atrás parece não ter gostado muito. Foto: Divulgação

O aniversário de 18 anos da Judy, em 1940, foi cheio de surpresas e realizações. Tudo começou às 9h da manhã com ensaios com a banda para o filme “Strike Up The Band”. Judy seguiu para uma sessão de fotos publicitárias com Mickey Rooney no mesmo dia e foi liberada às 17h10min.

O bolo de aniversário de Judy foi no escritório do Mayer este ano. Ao lado de Mayer e de sua mãe, Judy assoprou as velinhas e posou para fotos. Mais gostoso que o bolo oferecido pela MGM foi o aumento de salário que Judy recebeu, o qual aumentou para $ 3,000 semanais. Judy este ano também recebeu outro presente da MGM, seu primeiro carro. Há fotos publicitárias de Judy com o novo “brinquedo”.

Judy Garlamnd e seu primeiro carro em 1940

Para desespero de Mayer e da mãe da Judy, David Rose pediu Judy em casamento e o noivado foi anunciado em meio ao seu aniversário de 19 anos, em 1941. Sua festa de noivado com Rose foi realizada no dia 15 de junho daquele ano. David Rose também fazia aniversario no dia 15 de junho, noivado e aniversários de David e Judy foram comemorados na mesma data, em uma festa que reuniu mais de 600 convidados e foi realizada na casa de Judy.

Judy e seu noivo, David Rose. Foto: Divulgação.

Em seu aniversário de 20 anos, em 1942, seu marido David Rose a presenteou com peles.

Em 1943 Judy completava 21 anos. A MGM a presenteou com uma gravação a qual contava a história de sua vida. Os responsáveis pela surpresa foram Danny Kaye, Phil Silvers, Keenan Wynn, Dore Schary, Betty Asher e a irmã de Judy, Jimmie. A gravação é rara, mas ainda existe nos dias de hoje.

Em 1944, 22 anos de Judy, a MGM a presenteou com uma festa com 46 convidados.

Em 1945 Judy passou o aniversário ao lado de seu futuro marido, Vincente Minnelli, em uma pequena festa na MGM. As gravações de “The Harvey Girls” estavam no fim. Judy estava em meio aos preparativos para o seu casamento, que foi realizado no dia 15 de junho na varanda da casa de sua mãe.

Judy e Vincente Minnelli comemorando o 25º aniversário dela.

Judy passou seu aniversário em 1946 ao lado de um grande presente que recebeu naquele ano, sua filha Liza May Minnelli, nascida no dia 12 de março. Liza estava com apenas três meses e Judy estava de licença para cuidar da pequena.

Em 1947 comemorou seus 25 anos no set de “O Pirata”, com direito a um bolo. Entre os intervalos do filme apagou as velinhas na companhia de seu marido Vincente Minnelli, da pequena Liza, Gene Kelly, Walter Slezak e os demais profissionais que se encontravam no set.

Não conseguimos registros do aniversário de Garland em 1948, apenas que dois dias antes Judy gravou a cena “I Wish I Were In Love Again” ao lado de Mickey Rooney e estava doente em muitos dos dias do mês de junho.

No ano de 1949, Judy comemorou seu aniversário de 27 anos no hotel Ritz Carlton, em Boston. Em sua companhia estavam seu empresário Carlton Alsop e de sua filha, Liza.

Em 1950 Judy estava em meio a ensaios para o filme “Royal Wedding” no mês de junho. Porém não foi chamada para trabalhar no dia 10, o que possibilitou que aproveitasse a folga e o aniversário. Porém este não foi um ano bom para Judy. Sete dias após completar seus 28 anos a atriz foi despedida não apenas do filme, mas também da MGM. Naquela semana Judy estava agendada para gravar a canção “Too Late Now” para o filme. Judy gravou esta canção anos mais tarde no primeiro episódio do seu programa de TV, o “The Judy Garland Show”.

Judy Garland celebra seu aniversário em 1950 ao lado da maquiadora Dorothy Ponedel

Em 1951, Judy comemorou seus 29 anos em turnê pela Europa. Judy estava viajando para Manchester ao lado de Sid Luft, seu empresário e futuro marido.

No ano de 1952, Judy passou seu aniversário em lua de mel. Havia se casado com Sid Luft havia dois dias. Judy estava em turnê em São Francisco na ocasião, um dia depois do casamento, apresentou-se no Curran Theatre.

Não há registros do que a Judy no seu aniversário de 1953, mas no de 1954, Judy estava de volta ao cinema, em meio a gravações das músicas “Born In a Trunk”, “Swanee” e “Black Botton”, que aparecem no filme “Nasce Uma Estrela”.

Em 1955 o aniversário de 33 anos chegou enquanto Judy estava em turnê e ensaiando para seu especial de TV, “The Ford Star Jubilee”. Já em 1956, Judy estava em meio a ensaios para estrear uma temporada no New Front Hotel, a qual foi bem compensativa para Judy.

Em 1957, Judy estava em Dallas, Texas, aonde se apresentou no Dallas State Fair. Judy aproveitou a viagem para visitar sua irmã, Jimmy, que vivia em Dallas e comemorar o aniversário.

No seu aniversário de 36 anos, em 1958, Judy estava em gravação para a Capitol Records. No dia 17 de junho já havia gravado todas as músicas do seu novo disco, “Judy In Love”.

Poucos dias antes do seu aniversário de 37 anos em 1959, Judy disse em entrevista ao “Chicago Daily News”, “até aonde posso me lembrar, sempre cantei. É o que eu amo fazer e o que quero continuar fazendo”.

Um dia antes do seu aniversário em 1960, Judy gravou as canções “If I Love Again”, “Who Cares?”, “Puttin’ On The Ritz”, “Just You, Just Me” e “Down With Love” para o seu novo álbum, “That’s Entertainment!”

Judy estava em turnê em junho de 1961, mas não há registros do que ela fez em seu aniversário. Em 1962 Judy comemorou seu aniversário no dia 8 de junho, com uma festa de aniversário no set de gravação de “I Could Go On Singing”, na Inglaterra. Na festa estavam presentes amigos do set de gravação e seus três filhos, Liza, Lorna e Joe.

Celebração em 1962 ao lado dos filhos. Fonte: The Judy Garland Experience

Neste mesmo ano também houve uma festa surpresa para Judy nos bastidores do “The Judy Garland Show”. Em uma parte do episódio aparece inclusive seu bolo de aniversário, o qual ela usa uma das velas para acender seu cigarro. Judy comemorou também seu aniversário em clima de brincadeira no seu programa de TV, “The Judy Garland Show”:

Judy Garland e Mickey Rooney no The Judy Garland Show, junho

Em 1963 Judy comemorou seu aniversário no dia 8 de junho, junto com seu décimo primeiro aniversário de casamento com Sidney Luft. Judy havia comprado uma casa nova em Los Angeles e seu programa de TV, “The Judy Garland Show” era um sucesso. Grandes motivos para comemorar! Sua festa foi em grande estilo em sua casa nova.

Os Últimos Aniversários

Em 1964, Judy comemorou seu aniversário em uma pequena festa privada, apenas com poucos amigos, no hotel Hong Kong.

O amigo de Judy, Peter Lawford, preparou uma festa de aniversário para Judy em 1965.

Em 1966, Judy saiu para comemorar seu aniversário com Richard Grant. Grant a levou para o Captain’s Table e eles foram vistos também no Beverly Hilton’s Escoffier Room. Mas caso algum de meus leitores tenha a mente maldosa, Garland explicou ao jornalista Harrison Carroll, “Richard é apenas mais um sócio na minha editora musical. Estou animada com seu novo projeto”. O tal projeto musical o qual Richard propôs à Garland nunca foi realizado.

Tom Green e Judy Garland em 1967

Se você decidiu viajar em algum de seus aniversários e algo saiu errado na viagem, acredite, não foi nada perto do aniversário da Judy em 1967. Judy estava viajando de trem com seu amigo Tom Green. Judy amava viajar em trem e há dias estava animada com a viagem. A vontade de andar de andar de trem talvez tenha passado quando este teve um problema no ar condicionado e sua temperatura chegou a 32° C.

Após chegar derretida em Chicago, a dupla decidiu ter um jantar de aniversário no Pump Room, Ambassador East Hotel. Programa ideal para esquecer a sauna que estava o trem. Porém, ao chegarem em Chicago, encontraram um temporal. Chegaram no tal hotel embaixo de muita chuva, a qual havia causado falta de energia e os elevadores principais também não estavam funcionando. Judy usou o elevador de serviço.

Depois disso a cozinha estava alagada no hotel. Judy e Tom Green tiveram suas comidas preparadas na própria mesa que sentaram. Judy decidiu então, apesar do seu medo de avião, pegar um vôo para Nova York no lugar de voltar de trem. Judy voltou à sua suíte pelo elevador dos fundos, mas teve que descer quinze lances de escadas, pois o elevador não parava no andar que estava sua suíte. Judy contratou uma limousine para levar suas malas do trem até o hotel, mas o motorista havia ocupado todo o espaço de trás do veículo com as malas.

Judy e Tom tiveram que sentar na frente, junto com o motorista. Por fim chegaram ao aeroporto e pegaram o avião de volta para casa, chegando em Nova York no dia seguinte (11). A postamos nossas fichas em que Judy deu boas risadas contando esta história depois que tudo passou.

Em 1968 Judy passou seu aniversário em Boston.

Seu último aniversário foi em 1969. Judy completava apenas 47 anos. Judy passou o aniversário em na cama, no apartamento Charlie Cochran’s, Nova York, aonde estava hospedada com seu marido, Mickey Deans. Seu amigo Harold Arlen lhe enviou flores neste dia, mas Judy parecia estar um pouco entediada, por isso ligou para seu outro amigo, John Carlye e pediu para ir para California, aonde costumava se divertir com seus amigos.

John brincou dizendo que não poderia a convidar, pois agora ela era uma moça casada. Judy havia se casado há pouco tempo com Mickey Deans. Na ligação Carlye contou para Judy que sua gata, a qual ele tinha colocado o nome de Judy em homenagem à ela, estava doente e não ia viver muito. Judy então o fez colocar a gata no telefone e cantou para ela “Judy, Judy darling, get well, darling, for John, for me, please get well”. Judy neste seu aniversário foi homenageada no programa de TV “The Today Show”, da NBC.

Abaixo, uma das últimas fotos da atriz, que faleceu em 22 de junho de 1969, 12 dias depois de seu último aniversário:

Comente Aqui!