O Outro Lado da Meia Noite (1977)

9264

Sidney Sheldon se tornou um dos escritores americanos mais lidos de todos os tempos. Com mais de 300 milhões de livros vendidos, consta na lista do Guinness como o autor mais traduzido de todo o mundo. Além da literatura, o escritor nascido em Chicago escreveu 250 roteiros para o cinema e seus livros naturalmente acabaram sendo adaptados para as telas sob a sua supervisão.

A carreira como escritor de livros começou na década de 70, quando lançou A Outra Face. O livro acabou lhe rendendo o Edgar Allan Poe Award de 1971. O Outro Lado da Meia-Noite, lançado no ano seguinte, chegou no primeiro lugar na lista de mais vendidos do The New York Times, permanecendo nela por 53 semanas. Essa foi a força que ele precisava para dedicar-se a eles, lançando livros que embora agradassem o público, deixavam os críticos com um pé atrás. Dentre seus livros de maior sucesso está O Outro Lado da Meia Noite.


O livro traz duas personagens marcantes: a americana Catherine Douglas, concentrada e bem intencionada, e Noelle Page, uma mulher sofredora que se torna atriz com o único intuito de vingar-se de um homem. A vida das duas irá ser entrelaçada pela presença de Larry Douglas, um aviador que desenvolve um rápido romance com Noelle, e depois parte para os Estados Unidos. Lá chegando casa-se com Catherine. Mesmo casada com o milionário grego Constantin Demeris, Noelle continuará sua trama para se aproximar novamente do grande amor de sua vida. Mas engana-se quem pensa que ela deseja apenas o seu amor, ela na verdade deseja vingança.

Passada no período da segunda guerra mundial, o livro tem como continuidade o “Lembranças da Meia noite”. Lançado em 1973, O Outro Lado da Meia Noite chegou às telas quatro anos mais tarde, sob a direção de Charles Jarrott. O próprio Sidney Sheldon auxiliou o roteirista Herman Raucher na adaptação do roteiro para as telas.

O elenco conta com a presença de uma jovem Susan Sarandon, no papel de Catherine. A atriz já tinha feito alguns filmes anteriormente e no ano seguinte estrelaria ao lado de Brooke Shields o controverso Pretty Baby: Menina Bonita. Como a vamp Noelle, a francesinha Marie-France Pisier, mais conhecida como a Colette de Beijos Proibidos (François Trufaut, 1968). Completando o elenco, John Beck, Raf Vallone e Christian Marquand (também famoso por sua amizade íntima com Marlon Brando).

Em ritmo de novelão, o melodrama mostra ambos os lados das relações, e oferece um vislumbre de uma fascinante história que vendeu milhares de cópias em todo o mundo. Os pontos de vista diferentes, faz com que nos apaixonemos por suas personagens, embora elas não sejam politicamente corretas.

O filme foi lançado em 2016 no Brasil, através da Obras Primas do Cinema. E pode ser adquirido presencialmente nas lojas ou online através da Livraria Cultura e similares.

Comente Aqui!