Tarzan e Sua Companheira (1934)

1293

Tarzan and His Mate (A Companheira de Tarzan) foi o segundo filme que trazia Johnny Weissmuller como o rei das selvas. Baseado no personagem criado por Edgar Rice, o filme dirigido por Cedric Gibbons trazia de volta a bela Maureen O’Sullivan como Jane.
No início do filme temos Harry Holt (Neil Hamilton) de volta à selva em busca de marfim. O caçador de fortuna quer descobrir onde fica o cemitério dos elefantes, e tentará contar com a ajuda de Tarzan. Claro que Tarzan não irá concordar com isso. Para o homem acostumado a viver na selva, dinheiro é algo que não existe, e ele não consegue entender a supremacia disto sobre o respeito aos animais. Mas Harry não quer só isso. Ainda apaixonado por Jane, ele tenciona mostrar para ela os prazeres da civilização e com isso trazê-la de volta para sua realidade. Leva roupas modernas e elegantes. “As mulheres gostam dessas coisas”. Acredite, Harry, não será fácil. Ela está totalmente envolvida com Tarzan.

E aqui temos Tarzan, Jane e Chita vivendo em plena harmonia. Sua cabana no alto de uma árvore assemelha-se a um parque de diversões e seus dias se passam brincando entre si e vez por outra tendo que matar um jacaré ou rinoceronte que ousa atacar Jane. Pobre garota. Parece estar sempre em perigo e seu amado pronto para salva-la.

A cena mais marcante do filme, porém, é aquela em que Tarzan arranca as roupas dela e joga-a diretamente no lago. Os dois iniciam um balé aquático que dura quatro minutos e é um deleite para os olhos de qualquer cinéfilo. Mas não se engane. Não é Maureen quem ousadamente foi escalada para a cena. Embora os olhos possam enganar, já que as duas possuem o mesmo porte físico, quem nada ao lado de Johnny é a nadadora profissional Josephine McKim.

Foram feitas três versões para o nudístico baile aquático, tendo em vista os mais diversos Estados americanos. Na primeira, Josephine nada com suas vestes originais, na segunda ela está com um topless e a terceira é essa nua. Claro que as três foram reprovadas e tiradas da edição final graças aos protestos da liga católica conservadora. Naquele período, chegava o código Hays e toda a censura que calou os filmes a partir daquele ano. Para você ter uma ideia, ficava proibido qualquer tipo de nudez, dormir na mesma cama (criaram as tais camas separadas que vemos nos filmes antigos) e os beijos deviam ser os mais cândidos possíveis. Fiz uma matéria falando sobre isso aqui.

As cenas foram guardadas nos cofres da MGM e somente em 1986 foram descobertas. Após uma restauração feita pela Turner Entertainment foram finalmente lançadas. Se a Maureen não fez o famoso balé, tampouco suas roupas eram menos ousadas. A Jane andou neste e no filme anterior quase tão nua quanto Tarzan, e muita gente jura que pode ver suas partes íntimas em algumas cenas.

Apenas observe a mudança dos figurinos deste filme para um posterior, realizado em 1939 e que proibia o casal de dormir juntos e ter um filho.

Que bom que distantes do código moralizante de Hollywood podemos rever uma das cenas mais ousadas do cinema de então. Ela pode ser conferida em sua integralidade no dvd lançado pela Classicline e já à venda em todo o Brasil.

DVD TARZAN E SUA COMPANHEIRA
Legendas: Português
Idioma: Português e inglês

Comente Aqui!