Os Atores Mais Conhecidos do Cinema de Horror

6765
Barbara Steele (1937): Barbara é conhecida como a mais bela atriz dos filmes de terror italianos, simbolizando a inocência perigosa.

Filmes indicados: Satã à Meia-Noite(1958),  Raptus – O Diabólico Dr. Hichcock (1962) e A Maldição do Demônio (1960).

 

Fay Wray (1907–2004): Wray se tornou imensamente conhecida por ter sido carregada por King Kong no filme de 1933. Mas a atriz também coleciona outros filmes de terror em seu currículo.
Filmes indicados: Zaroff, o Caçador de Vidas (1932), Os Crimes do Museu (1933) e O Vampiro (1933).

Hazel Court (1926–2008): a bela Hazel esteve presente em muitos filmes de terror nas décadas de 50 e 60. Esteve ao lado de Peter Cushing em The Curse of Frankenstein (1957), sendo creditada em mais de 71 filmes e séries.

Filmes indicados: A Maldição de Frankenstein (1957), Twilight Zone – série (1964) e
Obsessão Macabra (1962)
Lon Chaney (1883 – 1930): Lon especializou-se em representar personagens monstruosos, atormentados e grotescos, extremamente bem caracterizados, tendo ele próprio inventado uma técnica de maquiagem. Ficou sendo chamado pelos críticos de cinema da época de ” O homem das mil faces “.Filmes indicados: O Fantasma da Ópera (1925), O Corcunda de Notre Dame (1923), O Monstro do Circo (1927). 

Boris Karloff (1887 – 1969): Projetou-se interpretando o monstro de Frankenstein em 1931, com isso se especializando em papéis de filmes de terror. Seu último trabalho foi em Targets (1968).Filmes indicados:  Frankenstein (1931), A Múmia (1932), A Noiva de Frankenstein (1935).

 

Peter Cushing (1913 – 1994): iniciando um trabalho com a lendária Hammer Film Productions em suas novas versões do terror clássico de 1930. Seu trabalho na produtora está intimamente relacionado ao diretor Terence Fisher, realizando papéis relevantes em filmes, tais quais, The Curse of Frankenstein, Drácula, The Hound of the Baskervilles e The Mummy. Seus papéis mais notáveis foram os de Sherlock Holmes, Barão Frankeinstein e Van Helsing.

Filmes indicados: The Curse of Frankenstein (1957), Frankenstein and the Monster from Hell (1974) e The Satanic Rites of Dracula (1973).

 

Peter Lorre (1904 – 1964): o ator de cinema e teatro austríaco de origem húngara e ascendência judia. Trabalhou em Casablanca, Relíquia Macabra e M, filme de 1931, dirigido por Fritz Lang. Fez o papel do vilão Le Chiffre, no telefilme Cassino Royale, de 1954.

Filmes indicados: M 0 O Vampiro de Düsseldorf (1931), Mad Love (1935) e Farsa Trágica (1963).

 

Vincent Price (1911 – 1993): Começou no teatro, depois passou ao cinema onde ficou mundialmente conhecido por contracenar em filmes de suspense e terror, o que lhe rendeu a alcunha de Mestre do Macabro (“Master of the macabre”, no original)[2] . A sua trajetória é longa e inclui muitos clássicos. Filmes indicados: O Solar Maldito (1960), Museu de Cera (1953) e No Domínio do Terror (1963).

 

Christopher Lee (1922 – 2015): Lee ficou conhecido mundialmente interpretando o Conde Drácula, personagem que encarnou por diversas vezes pelos estúdios da britânica Hammer Film Productions. Atuou também na trilogia O Senhor dos Anéis e em dois filmes da trilogia O Hobbit interpretando o personagem Saruman. Filmes indicados: Dracula (1958), The Hound of the Baskervilles (1959) e The Satanic Rites of Dracula (1974).

Dwight Frye (1899 – 1943): Nascido na Kansas, Dwight se especializou em personagens mentalmente desequilirados. O mais marcante de todos foi o louco Renfield em Drácula (1931). Mas ele também foi o assistente corcunda de Frankenstein.

Filmes indicados: Drácula (1931), Frankenstein (1931), A Noiva de Frankenstein (1935).

 

Anthony Perkins (1932 – 1992): Perkins até que iniciou a carreira como um galã, mas a partir de Psicose passou a ser cada vez mais solicitado para filmes que exigiam personagens desequilibrados. Sugiro um passeio tanto em sua fase anterior a Psicose quanto a posterior.

Filmes Indicados: Psicose (1960), O Despertar Amargo (1968) e porque não? Psicose II (1983).

 

Bela Lugosi (1882–1956): O ator húngaro se tornou icônico com sua interpretação de Drácula no clássico de 1931. Sua personificação serviu de inspiração para todos os vampiros que lhe seguiram.  

Filmes indicados: Drácula (1931), O Gato Negro (1941) e Assassinos da Rua Morgue (1932).

 

Michael Berryman (1948): Ícone do terror na década de 90, é bem conhecido por sua participação em  Quadrilha de Sádicos (1977). 

Filmes indicados:  Quadrilha de Sádicos (1977), Rejeitados Pelo Diabo (2005) e Kill a Fella (2015).
Conrad Veidt (1893 – 1943): Estrela do cinema alemão, tornou-se uma sensação em 1920 com seu papel como o sonâmbulo homicida Cesare em O Gabinete do Dr. Caligari (1920).
Filmes indicados:  O Gabinete do Dr. Caligari (1920) e O Homem Que Ri (1928).

 

Max Schreck (1879–1936): Trabalhando no teatro e no cinema, se tornou inesquecível como o vampiro Nosferatu.

Filmes indicados: Nosferatu, uma sinfonia de horrores (1921), Der Strasse (1923) e Mistérios de uma Barbearia (1922).
Evelyn Ankers (1918 – 1985): a atriz participou de vários filmes de terror americanos na década de 40. Ficou conhecida como a “A Rainha dos Screamers”.
Filmes indicados: O Lobisomem (1941), O Filho de Drácula (1943) e A Vingança do Homem invisível (1944).

Ingrid Pitt (1937–2010): Conhecida como uma das vampiras mais sedutoras dos filmes da Hammer, se tornou uma das lendas do cinema de terror.

Filmes indicados: Os Vampiros Amantes (1970), Condessa Drácula (1971) e O Homem de Palha (1973).

Elsa Lanchester (1902 – 1986): Uma atriz subestimada, brilhou ao lado de Boris Karloff em A noiva de Frankenstein.

Filmes Indicados: A Noiva de Frankenstein (1931) e Um Fantasma Camarada (1935).
Klaus Kinski (1926–1991): Klaus não ficou conhecido apenas por seus filmes de terror, mas é impossível não lembra-lo pelo memorável Nosferatu.

Filmes indicados: Nosferatu – O Vampiro da Noite (1979)

 

Colin Clive (1900–1937): O ator viveu muito pouco (37 anos), mas se tornou imortalizado pela frase “Está vivo!” na primeira versão de Frankenstein.
Filmes indicados:  Frankenstein (1931), Dr. Gogol – O Médico Louco (1935) e A Noiva de Frankenstein (1935).

Lon Chaney Jr. (1906–1973): Sua carreira acabou sendo ofuscada e influenciada pelo de seu pai, Lon Chaney. Na década de 50 se estabeleceu como um ator de filmes de terror.
 Filmes indicados:  O Lobisomem (1941), A Maldição do Monstro  (1957) e O Castelo do Pavor  (1952).

Comente Aqui!