Melhores Comediantes de Todos os Tempos

33926

Comédia vem da palavra latina “comoedia” que representava situações humorísticas dentro de uma peça de teatro. Usadas frequentemente para divertir o público, fazendo com que este sinta-se à vontade, pode vir acompanhada ou não de diálogos ou situações cômicas. Em 1896 já víamos características do gênero em L’arroseur Arrosé (O Regador Regado), dos Irmãos Lumière, considerada a primeira comédia. Com os primeiros cineastas tivemos a chamada comédia pastelão, com perseguições e situações inesperadas.

Charles Chaplin conseguiu melhorar trazendo sua experiência nos teatros londrinos para as telas, com gags que faziam as plateias morrerem de rir. Desse período não podemos desprezar as performances de Max Linder (considerado por Chaplin seu mestre), os Keystone Copes (grupo de policiais trapalhões que Mack Sennett levou para as telas), Harry Langton e Roscoe Arbuckle. Com o tempo as comédias evoluíram para outros subgêneros, como as comédias de ação, românticas, humor negro e besteiróis.

Fizemos aqui uma seleção daqueles mestres que se destacaram em todos os tempos. Tentamos separar aqueles que se dedicaram em suas carreiras ao gênero: Buster Keaton: Iniciando a carreira ainda na infância, trouxe sua experiência no circo para suas comédias, sempre marcadas pelo seu envolvimento físico.

Charles Chaplin: Considerado um mestre, fazia questão de ter todo o controle sobre seus filmes, desde a criação até a trilha sonora.

Harold Lloyd: Seu personagem era elegante e representava o americano médio sempre em confronto com a urbanização.
Laurel & Hardy: Como esquecer a dupla mais querida? Laurel viajou para os Estados Unidos com a mesma companhia que empregava Chaplin e lá se uniu a Hardy, formando uma das duplas mais populares do cinema.

Jerry Lewis: Jerry começou a carreira ao lado de seu grande companheiro, Dean Martin e seguiu para a carreira solo, fazendo enorme sucesso com suas comédias familiares.

Mario Moreno: Mais conhecido como Cantinflas, teve entre seus grandes fãs Charles Chaplin, que o considerava o maior comediante de todos os tempos. O Mexicano fez sucesso também na América.

Os Irmãos Marx: Formado pelos irmãos Chico, Harpo, Groucho, Gummo e Zeppo, repetiram nas telas o sucesso que já faziam no teatro, quando se tornaram um dos grupos mais queridos do público.

Germán Valdés: “Tin Tan”, o irmão de Ramón Valdés (Seu Madruga), apareceu em diversos filmes Mexicanos e chegou a aparecer na capa do álgum Sgt. Peppers Lonely Hearts Club Band, do The Beatles.

Abbott e Costello: A dupla se tornou inesquecível por performances tanto no cinema quanto na televisão. A gag mais famosa da dupla era a frase “Who’s on First?” (“Quem está na primeira base?”).

The Three Stooges: Moe, Larry e Curley, conhecidos no Brasil como Os Três Patetas, estiveram em atividade de 1922 a 1970 com seus curtas e longa metragens. Suas comédias caracterizavam-se pela farsa e pastelão.

Lucille Ball: Tendo passado pelos vários gêneros, acabou fazendo enorme sucesso como comediante em  sitcoms como I Love Lucy, The Lucy–Desi Comedy Hour, The Lucy Show, Here’s Lucy e Life with Lucy.

Amácio Mazzaropi: o brasileiro se destacou em comédias ambientadas no interior e seu personagem inspirado no Jeca Tatu cativou um público cativo, que acompanhou sua carreira ao longo de décadas.

Peter Sellers: Tanto na comédia quando no drama, o inglês trazia como sua maior característica a capacidade de fazer vários personagens em um mesmo filme.

Don Adams: Adams se tornou conhecido por seu personagem na série americana Get Smart. Com seu personagem Maxwell Smart, o atrapalhado Agente 86, recebeu inúmeros prêmios.

W. C. Fields: O americano se tornou um dos criadores mais inventivos da comédia burlesca e seu personagem era conhecido pelo seu intenso mau humor. E ele era tão realista que as pessoas pensavam que ele era dessa maneira na vida real.

Ankito: Considerado um dos grandes nomes das chanchadas, brilhou em filmes como Os três recrutas” (1953) e “Angu de caroço” (1955), e atuou também na televisão.

Oscarito: Nascido na Espanha, se tornou um dos comediantes mais populares do Brasil, brilhando ao lado de Grande Otelo. O ator chegou a ser comparado com Charles Chaplin e Cantinflas.

Dercy Gonçalves: A maior comediante brasileira, participou ativamente de produções cinematográficas nas décadas de 50 e 60. Com seu bom humor e palavrões se tornou uma das maiores estrelas do teatro e cinema brasileiros.

Roberto Gómez Bolaños: Como esquecer o doce Chaves e o herói Chapolin Colorado? Com uma comédia bastante inocente e um pesonagem inspirado no Garoto de Chaplin, encanta até hoje muitos fãs.

Grande Otelo: O grande artista trabalhou no teatro de revista e fez parte de filmes de grande sucesso entre as década de 40 e 50. Ao lado de Oscarito formou uma dupla impagável.

Leslie Nielsen: Nascido no Canadá, iniciou a carreira como galã mas se destacou em comédias escrachadas que o tornaram inesquecível.

Chico Anysio: humorista e ator, criou centenas de personagens que levou para o seu programa de nome homônimo. Além da carreira como ator, também escreveu alguns livros de contos.

Eddie Murphy: Ator, dublador, roteirista e músico, se tornou o segundo ator de maior público da América e o número 10 na lista do Comedy Central de comediantes.

Jim Carrey: O ator se tornou conhecido pelas comédias, embora seja também elogiado por suas performances em dramas.

Rowan Atkinson: Mr. Bean definitivamente entrou para a lista de personagens mais cômicos do cinema. Mr. Bean deu nome a uma série de TV que começou a ser exibida em 1990 e durou cinco anos.

Comente Aqui!