Melhores Filmes de Jane Wyman

517

Jane Wyman constantemente é esquecida em muitas listas de atrizes fabulosas de Hollywood. Mas o fato é que ela participou de vários filmes que são hoje considerados clássicos. E não foram poucos, viu? Ao todo, a atriz americana é creditada em 110 filmes entre os anos de 1932 e 1993 (quando encerrou a carreira na série Doutora Quinn). Separamos alguns filmes para que você conhece melhor e possa conferir alguns de seus melhores sucessos. Confira as dicas:

 

Farrapo Humano (The Lost Weekend, 1945), de Billy Wilder. Com Ray Milland. Confira tudo sobre o filme CLICANDO AQUI.
Virtude Selvagem (The Yearling , 1946), de Clarence Brown. Com Gregory Peck e Claude Jarman Jr. : Essa adaptação da história de Marjorie Kinnan Rawlings foi indicada a 7 oscares, e conta a história do pequeno Jody (Claude Jarman Jr.). Ele é um garotinho que aos 11 anos de idade começa a criar um veadinho como animal de estimação. Gregory Peck e Wyman fazem os pais dele.

 

Belinda (Johnny Belinda, 1948), de Jean Negulesco. Com Lew Ayres. Um filme triste e o melhor de Jane Wyman, sem dúvidas. Aqui ela interpreta a personagem título, Belinda McDonald, uma garota que é surda-muda. O dr. Robert Richardson (Lew Ayres) decide ensinar a ela a linguagem dos sinais. Belinda sofre um estupro e surge grávida.
Pavor nos Bastidores (Stage Fright, 1950), de Alfred Hitchcock. Saiba tudo sobre o filme clicando aqui.
A Meia-Noite do Amor (Let’s Do It Again, 1953), de Alexander Hall. Essa é uma refilmagem de The Awful Truth (1937) e dessa vez Jane Wyman interpreta uma mulher que deseja se vingar do marido mulherengo, interpretado por Ray Milland e tem um caso com outro homem. 
Sublime Obsessão (Magnificent Obsession, 1954), de Douglas Sirk. Com Rock Hudson. Bob Merrick (Rock Hudson) é um homem rico e que vive a vida sem pensar nas pessoas. Um dia, após sofrer um acidente inconsequente, é levado para um hospital. Lá descobre que a ausência do equipamento usado em seu salvamento, acabou por causar a morte de um respeitado cirurgião. Sentindo-se culpado, tentará mudar sua forma de ver o mundo e de tratar as pessoas. Apaixona-se pela viúva do médico, Helen (Jane Wyman), mas ao persistir no romance, acaba por causar outro acidente.
Tudo o Que o Céu Permite (All That Heaven Allows , 1955): Cary Scott (Jane Wyman) é uma viúva rica que, ao se envolver com Ron Kirby (Rock Hudson), um homem mais jovem, acaba por chocar toda a sociedade. Seus filhos também não concordam com o relacionamento, preferindo que a mãe tenha um comportamento que julgam compatível com sua posição. Um dos maiores de Sirk.
O Amor Nunca Morre (Miracle in the Rain, 1956), de Rudolph Maté. Com Van Johnson. Mais um melodrama com a participação desta atriz. Desta vez ela se apaixona por um soldado em meio à guerra. 
Vale a pena citar a série Falcon Crest (1981–1990), série em que ela participou e foi dirigida por Earl Hamner Jr.

 

 

Comente Aqui!