Loretta Young teve uma filha secreta com Clark Gable

3308

Extremamente discreta sobre sua vida pessoal, segundo biografia,  Loretta Young teria sido vítima de um abuso sexual, cometido pelo ator Clark Gable.

Loretta Young, nascida em 6 de janeiro de 1913 em Salt Lake, nos Estados Unidos, mudou-se para Hollywood aos dois anos com a mãe, após esta se divorciar do seu pai. Juntamente com suas irmãs Polly Ann e Elizabeth Jane começou a fazer pequenas participações ainda criança em filmes. Seu primeiro foi The Ring Primrose, quando tinha apenas três anos. Chegou a participar do filme The Sheik, com Rodolfo Valentino, no papel de uma pequena criança.
Foi a atriz Collen Moore quem deu a ideia de chama-la de Loretta (seu nome verdadeiro era Gretchen). Loretta era uma bonequinha que Collen tinha. Aos 17 anos ela fugiu com Grant Withers, ator de 26 anos de idade e se casaram no Arizona. O casamento foi anulado um ano depois.
Loretta e Grant Withers, com quem se casou aos 17 anos
A autora da biografia de Young, Joan Wester Anderson, afirma que o padre a repreendeu quando soube da separação da atriz e que ela devia escolher entre Hollywood ou a religião católica. Loretta era muito católica e escondeu boa parte de sua vida do público. Na década de 30 os atores e atrizes tinham cláusulas morais em seus contratos. A combinação de sua fé com os contratos assinados fizeram com que ela escondesse boa parte de sua vida amorosa.

Em 1933 Loretta tinha 20 anos e conheceu Spencer Tracy, que tinha 33 e já era casado e com filhos. Ela se apaixonou por ele, ignorando de início que ele já era alcoólatra naquela época. Os dois estavam filmando A Man’s Castle quando os jornais começaram a insinuar que havia algo mais que amizade entre os dois atores. O romance chegou ao fim.
Outro namorado da atriz foi Jimmy Stewart, com quem ela esteve seriamente envolvida. O ator chegou a pensar em pedi-la em casamento.

Foi então que em 1935 ela conheceu Clark Gable. Segundo a autora do livro, ele teria forçado a relação que aconteceu apenas uma vez. Depois de um tempo ela descobriu-se grávida. Como Gable era casado, ela escondeu a verdade de todos. Fingindo-se doente, ela se retirou de cena e chegou a dar uma entrevista no nono mês de gravidez. Posteriormente ela adotou a criança que chamou de Judy, e se parecia imensamente com Clark Gable.

Judy pensou durante toda a sua infância que era adotada e após ouvir rumores resolveu confrontar sua mãe por volta de 1966. Loretta ficou nervosa, mas acabou assumindo, não antes de pedir à filha que nunca revelasse o segredo a alguém. “Foi muito difícil”, disse Judy.


Lewis só chegou a ver o pai uma vez, quando tinha 15 anos. “Ele me deu um beijo na testa, mas até então eu não sabia que ele era meu pai. Eu choro ao ver seus filmes”. Judy tinha o sobrenome do seu padrasto, Thomas Lewis, que se casou com Loretta em 1940. Lewis, que se tornou uma terapeuta, morreu de câncer em 25 de novembro de 2011, deixando uma filha.

Loretta passou o resto da vida doando anonimamente para Instituições de caridade a crianças e mantendo a “St. Anne’s Foundation”, que ajudava mães solteiras. Em uma entrevista,a atriz disse, sobre sua ajuda à instituição:

“Até há pouco tempo, a mãe solteira era rejeitada pela sociedade, apontada como uma criatura imoral. Felizmente, pouco a pouco, ela vai encontrando compreensão e solução para seus problemas”.

Livro: FOREVER YOUNG: The Life, Loves and Enduring Faith of a Hollywood Legend—The Authorized Biography of Loretta Young.
Autora: Joan Wester Anderson

Comente Aqui!