Charles Chaplin de A a Z

676

Antes da fama: Charlie foi ajudante de fábrica de vidro, balconista de loja, ajudante de barbeiro, assistente gráfico, jornaleiro, empregado doméstico. Seu primeiro papel no teatro foi em “Jim, um romance em cockayne” e o segundo em “Sherlock Holmes”, no papel de Billy. Tinha 14 anos, mas podia se passar facilmente por uma criança de dez.

Banhos: nas fases de filmagens, em que era exigida toda sua concentração, Chaplin tinha a mania de tomar até 9 banhos por dia, de puro nervosismo.

Comunista: Ao contrário do que se possa imaginar, Chaplin nunca fez parte de nenhum partido socialista. Seu único envolvimento político era com um grupo que raríssimas vezes se encontrava para debater e jantar, o “Severance Club” (Clube de ruptura). Discutiam censura, organização sindical e promoção de filmes esquerdistas.

Duas laranjas nos bolsos: única coisa que o pai de Chaplin possuía ao morrer, de cirrose.

Endereço de sua estrela na calçada da fama: 6751 Hollywood Boulevard.

Fazendeiro: Seu maior sonho, enquanto ator principiante, era juntar bastante dinheiro e comprar uma fazenda de porcos, desta forma se aposentando das telas.

Grandes filmes: Tempos Modernos, O Circo, O Grande Ditador, Em busca de Ouro, O Garoto, são apenas alguns de seus sucessos.

Hannah: por causa da fome, Hannah, sua mãe, enlouqueceu e Charles e seu irmão Sidney tiveram que ir viver durante um bom tempo com o pai e a madrasta. Não foram bons tempos, pois os dois eram alcoólatras.

Com Chaplin, década de 40

Igreja: Nos tempos de fome, Chaplin, o irmão e a mãe sobreviviam de um único prato de sopa, distribuído pela igreja protestante que sua mãe passou a frequentar.

Jovem de sucesso: aos 32 anos já tinha feito mais de 72 filmes. Fez um total de 88 filmes.

Leite: Chaplin tinha nojo de qualquer coisa que lhe lembrasse o cheiro de leite.

Mulheres: sempre foram um grande problema. Chaplin tinha preferência por mulheres mais jovens, o que acabava lhe criando enormes problemas. Sua primeira esposa, Mildred Harris tinha 16 anos quando se casou com ele, a mesma idade de sua segunda esposa, Lita Grey. Com Paulette Goddard ele teve um relacionamento mais estável que durou 10 anos. Sua última esposa foi Oona O’neil, que tinha apenas 18 anos quando ele já contava mais de 50.

Nascimento do Vagabundo: Ele precisava de toda forma criar um personagem marcante: pegou uma calça gigantesca, um colete pequeno, pôs um bigode para parecer mais velho. E o chapéu. Começou a ensaiar passos aprendidos no teatro. Os atores que estavam no camarim começaram a achar graça. Ele se entusiasmou e achou que podia ser sua salvação. Nascia aí, toscamente, o vagabundo.

Origens: metade romani (cigana) e metade judeu, fato que ora negava, ora assumia com orgulho.

Primeira grande paixão: sua primeira grande paixão foi por uma bela atriz da trupe de Karno, Marie Doro, que o considerava uma criança. Hetty Kelly, uma dançarina de 15 anos, foi a primeira paixão real.

Querida esposa: Oona cuidou dele sozinha, até bem pouco tempo de sua morte, só admitindo uma enfermeira nos últimos tempos. Ele morreu no natal de 1977, e seu corpo ainda foi sequestrado! Oona não fez questão, dizendo que Charlie estava dentro dela e não nos seus restos. Seu corpo foi encontrado numa fazenda.

Roupas velhas: quando criança, suas roupas eram remendos dos velhos vestidos do teatro, de sua mãe. Ele e seu irmão eram muito caçoados na rua, por sua roupas um tanto exóticas.

Serviço militar: Foi considerado inapto para o serviço militar por Ter 1:62 e 58kg. O mínimo exigido era de 1:69 e 70kg. Mesmo assim a imprensa cobrou e contestou a sua dispensa, dizendo que enquanto milhares de ingleses morriam na guerra, Chaplin fazia palhaçadas. Chas era contra a guerra, e achava-a injustificável. Mas a maioria pensava que haveria de ter um motivo para sorrir, e o vagabundo era o motivo. Ele vendeu milhões de bônus de guerra e ainda comprou 350 mil dólares de bônus.

Charles Chaplin

Tragédia: Durante as filmagens de “The circus”, um incêndiu destruiu totalmente o cenário. Depois de quase tudo pronto, na montagem, o laboratório arruinou todas as cenas e ele teve que refazer tudo de novo. Nesse período ainda divorciou-se de sua Segunda esposa Lita Grey e sua mãe faleceu.

United Artists: em 1919 nasceu a United Artists, tendo como sócios Chaplin (famoso por sua lentidão), D.W. Griffith (famoso por sua incapacidade de controlar custos), Doug Fairbanks (nunca um homem de negócios) e Mary Pickford (a mais ajuizada do grupo).

Viciado durante uma semana: Num período rebelde de sua vida, enquanto namorava uma garota viciada, fumou maconha e cheirou cocaína. Uma semana depois, enjoado de tudo, namorada e drogas, terminou tudo. Quanto à bebida, detestava-a, já que a ligava à morte do pai.

Xadrez: Chaplin escapou da prisão no processo de paternidade movida por Joan Barry. Depois de um processo que arrastou-se por um longo período, abalando a opinião pública a respeito de Charles Chaplin, Joan acabou ganhando. O curioso é que Chaplin provou não ser o pai da criança (uma menina), mas o exame de sangue não foi considerado como prova, e ele teve que arcar com as despesas da pequena até ela completar 18 anos. Quanto a Joan, a mesma perambulou um hospício para outro, até falecer.

Zum zum zum: mesmo após o término do namoro entre os dois e futuros casamentos de Chaplin, Edna Purviance e ele continuaram se encontrando durante um bom tempo. O livro Minha Vida, inclusive, termina com os comentários dele sobre a morte dela: vão-se os velhos e ficam os novos.

Comente Aqui!