Cinderelo Sem Sapato (Cinderfella , 1960)

550

O pequeno Cinderelo (Jerry Lewis) perde o pai ainda criança, e é obrigado a ficar sob a tutela de sua madrasta (Judith Anderson). A mulher que tem dois filhos, só se preocupa com o bem estar deles, enquanto maltrata o pobre garoto órfão. E assim Cinderelo cresce, sempre à sombra de seus irmãos Rupert (Robert Hutton) e Maximilian (Henry Silva) e servindo a todos eles em sua própria casa.

Até que um dia, o rapaz recebe a visita de seu fado-padrinho (Ed Wynn), que irá lhe ajudar a conquistar o coração da bela princesa (Anna Maria Alberghetti). Cinderelo não acredita logo de início, já que as coisas nunca são fáceis para ele, mas logo é convencido de que o fado-padrinho poderá fazer um milagre: torná-lo um homem interessante e bonito aos olhos dos outros.

Cinderelo sem sapato
A madrasta e seus dois filhos mimados

Esta é mais uma colaboração de Jerry Lewis e o diretor Frank Tashlin. Esta é, evidentemente, uma versão diferenciada do conto de fadas Cinderela. Apesar de não ser um dos mais aclamados de Jerry, esta comédia traz um elemento que a torna interessante: o fato da personagem principal ter mudado de sexo, e Cinderelo ser descrito por seu fado-padrinho como um salvador dos homens.

Jerry Lewis em Cinderelo sem sapato
Cinderelo e o fado-padrinho

Estes, seres “tão humilhados” por mulheres que esperam príncipes encantados e não se conformam com os homens feios, como Cinderelo. Ele seria o herói de todos eles, que seriam libertos das amarras da sociedade. Alguém pode achar problemático isso, mas achei a ironia genial para aqueles tempos. E também para a idealização que o conto de fadas original de fato traz, mas para as mulheres, que tinham que ser princesas para conseguirem seus príncipes.

Outro momento que particularmente me agradam são as músicas cantadas pelo próprio comediante. Muitos não sabem, mas ele era também um excelente cantor. É uma oportunidade de conferir. O ator também chamou para uma participação mais do que especial Count Basie, o famoso líder da orquestra que ele tanto admirava. Algumas das gags mais utilizadas por Jerry era imitar a orquestra, e aqui ele também dá um pequeno presentinho pra gente:

https://www.youtube.com/watch?v=85YatPMLXoM

O filme não tem uma avaliação muito positiva do IMDB, mas teve uma resposta positiva do público na época, trazendo um grande lucro para o comediante, que também produziu Cinderfella.

Mas o que ele passou durante esse período talvez não pagasse os custos. Jerry estava num nível de estresse imenso, fumando demais e seu corpo não aguentou. Após fazer a única tomada da famosa cena em que sobe as escadas, o ator caiu desmaiado no chão. Os companheiros perceberam que ele passara mal e o levaram ao hospital. Jerry havia sofrido o primeiro de muitos ataques cardíacos que teria ao longo da vida.

Jerry Lewis em Cinderelo sem sapato

O filme acabou de ser lançado no Brasil em uma edição super especial da Obras Primas do Cinema, que vem com a dublagem original e a versão legendada. Traz também algumas cenas de making of, que valem a pena serem vistas. Nelas, um Jerry ora nervoso, ora brincalhão aparece a conversar com seus colegas entre as cenas.

Você pode adquirir o dvd diretamente no site da Colecione Clássicos clicando na imagem abaixo:

 

Comente Aqui!