Mais uma Vez, Adeus (Goodbye Again, 1961)

1138
  • O texto traz alguns spoilers

Sinopse

Paula Tessier (Ingrid Bergman) tem 40 anos e dedicou os últimos cinco à Roger Demarest (Yves Montand). Ele é um mulherengo inveterado, que não abre mão de sua liberdade, saindo com todas as mulheres jovens que surgem em sua frente. Paula, no entanto, julga ser seu porto seguro por ele manter sua postura abertamente. Mas ela sente-se infeliz e tenta se enganar. Com o avançar dos dias, torna-se evidente que Roger é incapaz de assumi-la seriamente. Sua vida ao seu lado é um eterno esperar.

Paula é arquiteta, e durante um de seus trabalhos conhece o jovem Philip Van der Besh (Anthony Perkins). Aos 25 anos, ele jamais vivera uma grande paixão. Começa a nutrir por ela um sentimento que aumenta a cada vez que força um encontro. Torna-se inconveniente, persegue-a pelos cantos, e oferece um amor que Roger lhe nega. Paula fica dividida entre o novo e o antigo. Assumir um romance com um homem mais jovem ou esperar incessantemente pelo pedido de Roger?

Anthony Perkins em Goodbye Again (1961)

“Você diz que o ama, mas está sempre só!”, diz um Philip inconformado com a situação. 

Dirigido por Anatole Litvak, Mais uma Vez, Adeus traz uma excelente Ingrid (que na época tinha 46) sob os dilemas de uma mulher independente porém presa às tradições. Ela tenta se enganar o tempo todo, dizendo aceitar o relacionamento aberto, mas não se furta da dor que sente ao ser preterida por mulheres cada vez mais jovens.

Mesmo assim é difícil para ela assumir um romance com um homem 15 anos mais jovem. Ela desculpa seu amado, dizendo ama-lo, mas talvez esteja mesmo presa à instituições e regras que ditam com quem possa se relacionar. O medo a deixa em dúvidas, e ela deixa escapar uma oportunidade de ser feliz.

Jocelyn Lane e Yves Montand em Goodbye Again (1961)

O filme nos deixa refletindo sobre as possibilidades que a vida traz. E não é fácil deixar algo para trás e recomeçar, sobretudo quando a sociedade ensina que mulheres devam ter determinado comportamento após certa idade.

Provavelmente muitas, sobretudo em nosso tempo,  fariam outra escolha. Talvez Paula não tenha feito a melhor, mas também não podemos culpa-la por ter tentado mais uma vez. A culpa não é só sua, afinal, um relacionamento não se faz apenas quando um está disposto a fazer dar certo.

Confira o trailer original:

Confira também:

Alguns Fatos que te farão conhecer Ingrid Bergman melhor

Comente Aqui!