Relembrando Tab Hunter, galã dos anos 50

3134

O astro Tab Hunter morreu esta noite aos 86 anos, segundo notícias publicadas pela Independent e também através de sua página do Facebook.

Tab Hunter nasceu Arthur Kelm em 11 de julho de 1931 em Nova York. A infância, porém, foi passada na Califórnia ao lado da mãe, irmãos e avós. Já na adolescência, sua beleza chamou a atenção e também seu porte atlético. Logo, Arthur assumiu o nome de Tab Hunter e estreou no cinema em O Fugitivo de Santa Marta (1950). Pouco tempo depois colecionava fãs de ambos os sexos.

O ator atuava sobretudo em faroestes e filmes de guerra, mas também atuou em dramas e sabia cantar muito bem. Dentre seus maiores sucessos estão Damn Yankees (1958) e Montanhas em Fogo (1956) e Papai Playboy (1966) onde atuou ao lado de Debbie Reynolds, dentre outros. Na década de 60 ele chegou a estrelar sua própria série, a The Tab Hunter Show, onde interpretava um solteirão cobiçado.

O ator também chegou a atuar na Broadway e sabia cantar muito bem, além de ser produtor. Em 2005 ele publicou um livro autobiográfico onde revelava, entre outras coisas as dificuldades pelas quais passou por ser homossexual.

Sua morte ocorreu em 8 de julho de 2018, em Santa Barbara na Califórnia mas foi somente divulgado em 9 de julho. Poucos dias antes de completar 87 anos.

Recentemente foi divulgado que um filme está sendo produzido sobre o relacionamento que o ator teve com Anthony Perkins, conhecido por sua participação em Psicose, de Alfred Hithchcock e que faleceu de AIDS no início da década de 90. Leia mais:

Filme retratará o romance entre Anthony Perkins e Tab Hunter

Comente Aqui!