O Marujo Foi na Onda (1952)

599

Dean Martin e Jerry Lewis estrearam nas telas em 1949. Três anos depois já tinham participado de sete filmes, três lançados em 1952. O Marujo Foi na Onda foi um deles. Isso significa muito. Os dois, que já vinham de uma carreira de tremendo sucesso nos palcos, mostravam que a química repetia-se nas telas, mesmo que os filmes iniciais em geral fossem adaptações ou trouxessem roteiros fracos como este aqui.

Mas mesmo assim, os jovens atraíam um cativo público aos cinemas, embora críticos continuassem virando o nariz para o tipo de humor feito pela dupla. Sobretudo por Jerry Lewis. Pouco preocupados, eles enriqueciam cada vez mais…

No filme dirigido por Hal Walker, Jerry Lewis interpreta o jovem e inocente Melvin Jones. Ele espera entrar para a Marinha e se tornar um “homem”. Na fila de espera, ele conhece o conquistador Al Crowthers (Dean Martin), que parece sempre se dar bem com as mulheres e levar vantagem em tudo. Enquanto Melvin parece destinado a sempre ser marcado por seus superiores e sofrer, Al ganha cada vez mais amigos, embora compadeça de seu amigo.

Em uma de suas saídas, Melvin acaba se metendo em uma grande encrenca ao participar de um programa de tv e se torna o “Mister Temptation” e vira alvo de várias garotas que desejam beijá-lo. A partir de então, ele parecerá atrair cada uma delas com seu jeito inocente. Isso fará com que seus colegas façam apostas se ele conseguirá beijar uma atriz famosa: Corinne Calvet. Mas apesar de ter todas as mulheres do mundo aparentemente aos seus pés, Melvin é apaixonado mesmo é pela doce Hilda (Marion Marshall).

O quarteto principal: Dean Martin, Corinne Calvet, Jerry Lewis e Marion Marshall

Considero esse um dos mais fracos da dupla. Remake de Marinheiros em Terra (1928), que trazia Clara Bow e Jack Oakie, consegue salvar-se graças às constantes gags feitas pela dupla. Eles repetiam alguns de seus truques já conhecidos dos palcos. O que torna este um filme especial são justamente as pequenas participações especiais.

Logo nas primeiras cenas, temos a participação de Betty Hutton, que já fazia um enorme sucesso na época, como uma das namoradinhas de Al (Dean Martin). Ela o está abraçando quando o inconveniente Melvin chega para abordá-los. Mais tarde Betty aparecerá novamente. Outra é a Corinne Calvet, uma atriz francesa que fez várias participações em películas norte-americanas e infelizmente foi pouco reconhecida. Ela acabou fazendo vários papéis de mulheres fatais até retornar ao seu país.

Opa, essa cena não foi ao ar. Jerry Lewis beija Betty Hutton nos bastidores do filme enquanto Dean Martin tenta atrapalhar o casal.
Corinne Calvet em Sailor Beware

Mas a mais curiosa das participações é de James Dean, que naquele período tentava uma chance no cinema enquanto participava de programas de tv e teatro. Ele faz um ajudante na cena de boxe. Dá para notar o talento do rapaz? Confira abaixo um trechinho:

O que acha? Você pode conferir todas essas cenas assistindo a esse filme que está sendo lançado em dvd no Brasil pela distribuidora Classicline. Você pode adquiri-lo diretamente no site da distribuidora clicando na imagem abaixo:

Comente Aqui!