O Gabinete do Doutor Caligari (Das Cabinet des Dr. Caligari, 1920)

1056

O Gabinete do Doutor Caligari é dos filmes fundamentais da cinematografia universal e que influenciaria diretamente gerações futuras. Realizado em 1920, trouxe elementos que o tornaram um dos mais importantes representantes de um gênero que surgia: o expressionismo alemão.

* O texto contém spoiler

Dois homens observam uma mulher se aproximar. Um deles começa a narrar uma história, que julga ser mais sombria do que a figura que surgiu: Um vilarejo se agita com a chegada de Dr. Caligari e Cesare, um sonâmbulo que pode adivinhar o futuro. Caligari inicia apresentações públicas para os moradores locais. Após o sonâmbulo prever que haverá um assassinato, um homem é morto a facadas. Todos ficam histéricos com a notícia, e o assassino segue em mistério.

O crime causa comoção e traz fama para os visitantes que buscam a dupla querendo saber mais sobre seus futuros. Após uma sucessão de assassinatos, Francis começam a suspeitar da dupla e aciona a polícia. O mundo de Caligari começa a cair quando ordena que Cesare mate Jane, a noiva de Francis. Ela desperta no momento exato, e entrega o seu nome para os policiais. Inicia-se uma caçada aos assassinos. Segue-se um plot twist:

Após Cesare ser morto e Caligari preso, retornamos à cena inicial. Percebemos que o narrador encontra-se em uma clínica para doentes mentais, e que Caligari na verdade é o médico que lhe trata. Todos os outros personagens citados em sua história são também pacientes com distúrbios.

Os cenários não só complementam como se tornam um mecanismo para desenvolvimento da história, compondo-se como uma parte fundamental da ação fílmica. Em O Gabinete do Dr. Caligari eles representam esteticamente um mundo conturbado onde os personagens vivem. As atuações são teatrais, a maquiagem pesada, a ambientação gótica, a iluminação traz tons sombrios com filtros que diferenciam a noite do dia e a presença de fade outs em formas geométricas. Todos juntos materializam o cenário de terror que iria inspirar outros movimentos. Eles fazem parte da composição de um ambiente de pesadelo de uma mente perturbada. A surpresa no enredo e alguns desses traços marcantes iriam influenciar gêneros em todo mundo, sobretudo no americano noir. Caligari é sufocantemente fascinante.

Dirigido por Robert Wiene, inaugurou o gênero na Alemanha. As atuação de Werner Krauss, Conrad Veidt e Lil Dagover são marcantemente perfeitas dentro do exagero incontido do expressionismo alemão. Muitos lembram do Veidt em papéis como o major Heinrich Strasser de Casablanca. Mas Cesare foi de fato seu maior personagem. Posso imaginar o quanto deve ter sido sinistro assistir a uma sessão deste filme em um cinema naquela época, com os efeitos ampliados por uma trilha mórbida ao piano. Caligari é entorpecente, uma aula de originalidade e estética mesmo passados quase cem anos de seu lançamento. O Cabinete do Dr. Caligari deveria ser visto por todos aqueles que dizem amar o cinema.

* O filme está sendo lançado pela Obras Primas do Cinema através do Box Expressionismo Alemão. Além deste filme, o box traz também Fausto (1926), O Castelo Vogelöd (1921), A Caixa de Pandora (1929), O Gabinete do Dr. Caligari (1920), A Morte Cansada (1921) e mais de 2 horas de extras. Você pode adquiri-lo clicando na imagem abaixo:

 

 

LEIA TAMBÉM:

A Vida e o legado de Conrad Veidt: O Alemão que conquistou a América

Melhores Filmes do Expressionismo Alemão

Comente Aqui!